Treinador questionado, rendimento dentro de campo que deixa a desejar e uma nota oficial que virou piada: Fla tenta contornar crise antes do jogo contra o Peñarol, pela Libertadores.

Quem viu a expectativa criada pelo Flamengo no início de temporada jamais imaginaria que o clube estaria vivendo uma série de turbulências logo no mês de maio. Pressão sobre o técnico Abel Braga, críticas dos torcedores, uma nota oficial que virou piada e a proximidade do “jogo do ano” contra o Peñarol (URU), pela Copa Libertadores, ligam o alerta no barril de pólvora rubro-negro.

A pressão está toda sob Abel Braga. O treinador é o alvo das principais críticas dos torcedores e os pedidos pela sua demissão já saíram das redes sociais e chegaram até a alta cúpula, que avalia a sua continuidade no cargo. Nas redes sociais, a hashtag #ForaAbel também ganha adeptos em qualquer publicação do clube.

As criticas respingam também na diretoria pelo silêncio dos principais representantes. Muitos citam a gestão Eduardo Bandeira de Mello como exemplo a não ser seguido pelo apego a trabalhos que estavam abaixo da média. Caso de permanência excessiva de antigos treinadores, além da pouca exposição e falta de respostas. Comunicação através de notas oficias, como na antiga gestão.

Por falar em nota oficial… esta foi a questão que fez a crise sair das quatro linhas. A publicação assinada pelo conselho diretor do clube exaltando a conquista do Campeonato Carioca, e principalmente, da Flórida Cup, virou piada entre rivais e até entre os próprios rubro-negros. Se a ideia era amenizar a situação, colocou minha lenha nas fogueira para os ataques.

No treino desta sexta-feira, uma longa conversa do técnico Abel Braga com o elenco – algo incomum durante a temporada – mostrou que o clima não é dos melhores e a pressão existe. O próprio César, goleiro reserva que concedeu coletiva nesta sexta-feira, admitiu que há o clima de cobrança no ambiente.

– Temos que trabalhar dia a dia. Entender que existem, sim, alguns momentos que são mais decisivos. Vamos pensar no Peñarol, mas fazer o máximo para alcançar o resultado positivo contra o São Paulo. Aqui é Flamengo, vai ter pressão e isso é bom – declarou o goleiro.

A maior turbulência vivida pelo Flamengo na temporada chega na pior hora possível. A derrota para o Internacional, pelo Campeonato Brasileiro, apenas foi o estopim. Com um elenco milionário e recheado de estrelas, a equipe tem poucos dias para colocar a cabeça no lugar antes de viajar ao Uruguai para enfrentar o Peñarol. Caso contrário, poderá ser eliminado do principal objetivo da temporada antes do meio do ano.

Fonte:Lance