Luís Ernesto Lacombe dispara contra José de Abreu e defende Bolsonaro na TV (Imagem: Reprodução/ Band)

Luís Ernesto Lacombe rebateu as declarações de José de Abreu, que atacou Regina Duarte, após ela ter aceito o convite de Jair Bolsonaro (sem partido) para assumir a secretaria de Cultura.

“Ele chama esse governo de facista. Não só ele, vários artistas. E artistas são pessoas que a gente espera que sejam cultas e informadas, então devem saber que no facismo era tudo ‘pelo, no e para’ o Estado. Então, o governo que está agora é contra isso e está diminuindo o tamanho do Estado”, disparou o apresentador durante o Aqui na Band.

Em seguida, o jornalista falou sobre o PT: “Os governos que José de Abreu apoiou tinham esses traços estranhos. O PT, no caso do mensalão, comprou o Congresso. No caso do Petrolão, usou estatais e fundos de pensão para ficar no poder. O PT falou insistentemente em regular a mídia, controlar a mídia. O governo atual jamais falou sobre isso”.

Veja Mais:

 

Luís Ernesto Lacombe: “O Brasil está no caminho certo”

 

“Que censura esse governo tem feito? Eu não sei. Ele chama esse governo de ilegível. Um governo que foi eleito democraticamente. É um governo com uma plataforma conservadora nos costumes. Então, o que houve foi uma mudança nas leis de incentivo para espetáculos”, defendeu Luís Ernesto Lacombe.

“Não espere que o governo conservador nos costumes libere verba para filmes com causas LGBT, sobre liberação do aborto e de drogas. Não vai ter. Mas isso não é censura, só não vão liberar verbas para isso”, afirmou ele.

Em rede social, cabe lembrar, José de Abreu chegou a fazer ameaças e um desafio à atriz. Convidou-a a “debater política, cultura, ponto eletrônico, Rouanet e o que mais quiser, no foro que escolher, no momento em que quiser. […] Sei de antemão que ela jamais aceitará”.

“Topa, apoiadora de fascista? Ministra – nem isso – secretária! – de um presidente sem legitimidade, um escroto, que quer que você discrimine a diversidade? Que discrimine LGBTS?”, acrescentou ele.


CLIQUE AQUI PARA CURTIR A FRON PAGE DA MANCHETENET


Fonte:Redação Manchete Net/RD1