Amorim deixa uma filha, dois netos e a mulher, a jornalista Geórgia Pinheiro.

O velório do jornalista será aberto ao público e acontece amanhã, das 10h às 15h, na Associação Brasileira de Imprensa, no Centro do Rio. O corpo será cremado no cemitério do Caju, no Rio.

Amorim trabalhava na emissora desde 2003, onde apresentou o Jornal da Record – 2ª edição, ajudou a criar o Tudo a Ver e esteve à frente do Domingo Espetacular até junho passado, quando foi afastado da revista eletrônica em um momento em que fazia fortes críticas ao governo de Jair Bolsonaro (PSL). Em nota, a Record informou que ele permanecia na casa à disposição para novos projetos.

A emissora divulgou uma nota de pesar em que relembrou a trajetória profissional do apresentador: “A Record TV lamenta profundamente o falecimento de Paulo Henrique Amorim e se solidariza com os amigos, familiares e admiradores. A todos, nossas sinceras condolências”.

Amorim deixa uma filha, dois netos e a mulher, a jornalista Geórgia Pinheiro.

*Com As informações do Portal Meio Norte