Teresina registrou mais um assalto a ônibus no transporte coletivo na tarde desta sexta-feira (13). Desta vez foi na zona Sudeste, no bairro Dirceu Arcoverde.

Teresina registrou mais um assalto a ônibus no transporte coletivo na tarde desta sexta-feira (13). Desta vez foi na zona Sudeste, no bairro Dirceu Arcoverde. Segundo o Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários (Sintetro), dois homens armados anunciaram o assalto nas proximidades do Teatro João Paulo II. O veículo fazia a linha 403, do Alto da Ressurreição.

“Os suspeitos subiram no Terminal do Livramento e quando chegaram próximo ao teatro anunciaram o assalto. Eram dois”, disse o presidente do Sintetro, Fernando Feijão.

Segundo ele, até a aliança do cobrador foi levada no arrastão. “Fizeram um arrastão com passageiros e cobradores, da forma que eles fazem, e roubaram até a aliança do cobrador”, relatou Feijão.

O presidente do sindicato relatou que pelo menos 30 passageiros estavam no veículo.

De acordo com o Sintetro, é o 39° assalto a ônibus coletivo em Teresina desde o dia 1° de janeiro deste ano. Na semana passada, dois homens embarcarem em um ônibus próximo a um shopping da zona Leste e promoveram um arrastão. Os funcionários e os passageiros relataram momentos de pânico e foram ameaçados de morte pela dupla que estava armada.

A Secretaria de Segurança informou em nota que aguarda o posicionamento do Setut sobre a implantação do botão do pânico, assim como, o acesso às imagens do circuitos de câmeras dos coletivos.

“Na última reunião no dia 27 de fevereiro, ficou acertado que até dia 05 de março as forças de segurança teriam uma resposta, até hoje não obtivemos nenhuma resposta por parte do Setut”, disse a SSP.

Segurança

O SETUT (Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina) informou que esteve reunido com representantes da Strans, Prodater e Polícia Militar para discutir tecnologias existentes e a viabilidade da implantação das mesmas no transporte público de Teresina para coibir os casos de assaltos.

“A entidade segue estudando medidas para contribuir com a segurança pública, responsável pela atuação no setor. O Sindicato reforça ainda que a ação preventiva da Polícia é essencial e a melhor alternativa para garantir segurança aos colaboradores do transporte e a população”.

CLIQUE AQUI PARA CURTIR A FRON PAGE DA MANCHETENET


Fonte:Redação Manchete Net/com informações/cidadeverde