O ministro da Saúde, Henrique Mandetta, foi chamado na manhã desta quarta-feira (8) para um encontro com presidente Jair Bolsonaro.

A reunião, segundo a agenda presidencial, estava marcada para às 9 horas. Perguntado pelo reportagem se seguia no Ministério da Saúde e qual havia sido o tema da reunião, Mandetta respondeu, por mensagem: “tranquilo. Só lavoro [que em português significa trabalho]”.

Parlamentares foram avisados nesta quarta-feira (8) que Bolsonaro quer conversar com presidentes de partidos. Na avaliação de líderes partidários, é uma tentativa do Planalto de “recompor” pontes com o Congresso em meio à pandemia do coronavírus.

Segundo a reportagem apurou, Mandetta foi levar ao presidente Bolsonaro um plano de ações e medidas do Ministério da Saúde para as próximas semanas. Principalmente, a respeito da ocupação de leitos pelo país em meio ao atendimento para pacientes infectados pelo coronavírus.

A reunião foi descrita por fontes a reportagem como um “despacho para acertar os pontos”.

A reconstrução de ponte com Mandetta é uma operação do ministro da Casa Civil, Braga Netto.

Na área política, o líder do governo no Congresso no Senado, senador Eduardo Gomes, confirmou a reportagem a disposição do governo de conversar com partidos para discutir agendas.

Ele disse que há uma preocupação com a “agenda de guerra”, durante a pandemia; e a “agenda de reconstrução”, pós pandemia. Por isso, reforça a importância da ponte entre Executivo e Legislativo.

Manchetenet com informações/G1