Marcelo Castro (MDB) foi o segundo mais gastador dos senadores piauienses, durante o primeiro semestre de 2019.

Foram R$ 168.405,14 reembolsados ao parlamentar por despesas com aluguel de imóvel, locomoção, hospedagem e combustíveis, serviço de apoio ao parlamentar e passagens.

Metade do valor acima foi pago à empresa Pulse Propaganda, de Teresina, em repasses mensais de pouco mais de R$ 18 mil.

Com combustível e locação de veículos, o total é de R$ 37.109,61. Some mais R$ 9.800 mil com aluguel de imóvel e R$ 35.876,49 com passagens.

 

Fonte: 180graus