Menina de 9 anos é feita refém por pai

O pai que mantinha a filha em cárcere privado em uma residência no bairro Planalto Bela Vista, zona Sul de Teresina, se entregou por volta das 13h e liberou a criança.

Após conversar com negociadores do Polícia Militar e membros da Comissão de Direitos Humanos da OAB-PI, o homem resolveu deixar a casa em uma viatura após 5 horas de impasse.

De acordo com o tenente coronel Paulo Mota, coordenador de gerenciamento de crise da PM, o homem, identificado Pedro Henrique,  será encaminhado para o Instituto Médico Legal para realizar um exame de corpo de delito. Na sequência, ele deve ser levado para uma Unidade Básica de Saúde, para receber tratamento médico.

A criança de nove anos que foi mantida em cárcere privado está bem e não sofreu nenhum tipo de agressão durante o período que passou trancada na residência com o pai. O Conselho Tutelar foi acionado e vai acompanhar de perto a situação da menor.

Ainda de acordo com o coordenador de gerenciamento de crise da PM, durante a negociação o homem exigiu que um dos familiares não frequentasse mais a residência.  “A exigência que ele fez foi no sentido de que um irmão que ele tem não frequentasse mais a residência”, contou  o militar.

A capitã Roserlane Maciel, do Gerenciamento de Crise da PM, conversou com a criança, que estava assustada.

“Ela dormiu até 11h e quando acordou ficou assustada. Mas ele não a maltratou e nem a ameaçou. A menina é muito apegada a ele”, disse a capitã.

A militar confirma a versão se que o pai estaria em um surto que teria sido provocado devido a um irmão.

“Ele diz que o irmão bebe e é uma má influência pra criança. Ele estava tranquilo e apenas pediu um psicólogo e os Direitos Humanos. Ele foi levado ao IML , mas não deve ir pra Central de Flagrantes”, disse a capitã.

*Com as informações da Cidade Verde