Ministra Damares Alves

A ministra Damares Alves afirmou que já denunciou 179 ameaças de morte desde que iniciou o trabalho no Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos.


A fala aconteceu durante uma palestra dela na 5ª Conferência da Frente Parlamentar Evangélica do Congresso Nacional, que aconteceu no sábado (19), em Manaus, capital do Amazonas.

– Não posso dar um passo sem segurança. Porque eles querem matar a Bolsonaro de saia. Eles querem me matar porque sou uma branca cristã que prega valores. Não acreditem no que dizem nas televisões e nos rádios porque eles querem me desqualificar porque sou terrivelmente cristã – disse Damares.

Durante o discurso, a ministra também falou sobre o crescimento no número de crimes de pedofilia, principalmente os que envolvem bebês. Ela afirmou que o disque 100, número utilizado para denúncias de violação aos direitos humanos, era uma farsa antes do governo Bolsonaro.

– Para quem não sabe o disque 100 fica próximo ao meu gabinete. E vocês não têm ideia do que chega para nós. Nos últimos anos desenfreou-se o desejo de pedófilos por bebês. O bebê mais novo que foi violentado tinha apenas nove dias de nascido, mas já tem registro de um bebê de sete dias – afirmou.

No fim do pronunciamento, Damares disse não ter medo das ameaças que vem sofrendo e mandou um recado para quem comete crimes contra crianças.

– Acabou para vocês pedófilos. Agora temos um governo corajoso. Eu não tenho medo da bala, meu único medo é não ter conseguido vencer essa crueldade com nossas crianças – completou.


Fonte: Pleno News