"Eu nasci do serviço público e tudo que sou devo a ele. Eu tenho uma dívida com a sociedade que pagarei agora como Ministro da Saúde do Brasil".

Na noite desta terça-feira (5), o ministro da Saúde, Nelson Teich, usou uma rede social para rebater uma crítica do ex-presidente, Luiz Inácio Lula da Silva.

– Um dos pontos mais graves da Covid-19 é a propagação da desinformação. Iniciei minha carreira há 39 anos no SUS. Meu foco sempre foi a vida e a recuperação dos pacientes. Na Covid-19, estou ao lado dos brasileiros – declarou.

No Twitter, Lula disse que Teich parece “nunca ter entrado em uma UBS [Unidade Básica de Saúde]”.

– Só entrou em hospital pra vender plano. É um cara especialista em fundos, não deve nunca ter tirado a pressão de um paciente. Espero não precisar nunca tomar uma injeção com ele – disparou o petista.

Diante do ataque, o ministro destacou as conquistas de sua carreira e compartilhou um documento, que comprova reconhecimento nacional e internacional de seu trabalho como médico.

– No Hospital Federal Cardoso Fontes (RJ) trabalhei como médico intensivista. Na iniciativa privada atuei como médico oncologista e passei mais 15 anos ao lado daqueles que buscavam tratamento contra câncer. Fundei um Instituto de Educação e Pesquisa dedicado à oncologia. Eu nasci do serviço público e tudo que sou devo a ele. Eu tenho uma dívida com a sociedade que pagarei agora como ministro da Saúde do Brasil. Minha carreira tem reconhecimento nacional e internacional, como atestado pela carta da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO), que segue no final “da linha” – apontou.  

Foto: Reprodução

* Com as informações do Carta piauí