Jair Bolsonaro lamentou na manhã deste domingo a morte de Tales Volpi, conhecido como MC Reaça, autor de paródias que embalaram a sua campanha a presidente, no ano passado. Neste sábado, uma nota publicada no perfil oficial do cantor no Facebook informou aos fãs que ele estava agora “nos braços do Pai”.

“Um cara grande demais para um mundo tão pequeno”, diz o comunicado. O motivo da morte não foi confirmado.

Bolsonaro exaltou que MC Reaça “tinha o sonho de mudar o país” e havia apostado em seu nome durante a campanha. Volpi era figura constante em atos em favor do candidato e do agora presidente.

“Tales Volpi, conhecido como Mc Reaça, nos deixou no dia de ontem. Tinha o sonho de mudar o país e apostou em meu nome por meio de seu grande talento. Será lembrado pelo dom, pela humildade e por seu amor pelo Brasil. Que Deus o conforte juntamente com seus familiares e amigos”, escreveu Bolsonaro nas redes sociais.

“PARODIA REAÇA”, Rit que esta circulando na zap, viraliza e faz o maior sucesso. ASSISTA O VÍDEO !

4.211 pessoas estão falando sobre isso

O MC ganhou especial notoriedade com a música “Proibidão Bolsonaro”, uma paródia do funk “Baile de Favela”, do MC João. A obra — que fala em dar “ração na tigela” para feministas e compara mulheres “de esquerda” a “cadelas” — foi cantada por apoiadores de Bolsonaro em um ato realizado em setembro último, em Recife.

“Dou pra CUT pão com mortadela / E pras feministas ração na tigela / As minas de direita são as top mais belas / Enquanto as de esquerda têm mais pelo que as cadelas”, dizem os versos, que ainda criticavam a Central Única dos Trabalhadores (CUT) e a políticos de esquerda, como Jandira Feghali (PCdoB-RJ) e Jean Wyllys (PSOL-RJ).

A música ainda defende a distribuição de livros do guru Olavo de Carvalho e o envio do educador Paulo Freire, alvo constante dos bolsonaristas, “para a estratosfera”.

O vereador do Rio Carlos Bolsonaro, filho do presidente, também lamentou a morte do MC Reaça. Publicou um vídeo no qual o cantor defendeu seu pai e lhe agradeceu “pela força”

Volpi será velado no cemitério Memorial, em Indaiatuba, São Paulo, ainda neste sábado. O enterro deve ocorrer na manhã de segunda-feira.

Fonte:Extra Noticias