Morreu por complicações da Covid-19, em pleno Natal o artista visual Carlos Holanda

O artista visual e escritor Carlos Holanda, o Di Holanda, 58 anos, faleceu nesta sexta-feira (25), em pleno Natal, vítima da Covid-19 ,em Teresina. 

A morte repentina de Carlos Holanda, que também era um agitador cultural, comoveu a classe artística piauiense. A família informou ao Cidadeverde.com que Carlos sentiu uma forte dor na barriga, que se agravou de quinta (24) para sexta-feira.

“Foi rápido. Achávamos que era diverticulite porque ele estava com dor na barriga. Mas, pelo visto, era pulmão. Ele era fumante e já tossia normalmente pelo histórico”, conta o filho de Carlos, o publicitário Ítallo Holanda, que também está muito abalado com a morte do pai.

Nas redes sociais amigos e admiradores de Carlos Holanda manifestaram pesar pelo falecimento.

“Carlos era uma pessoa muito querida por todos. Grande artista plástico, que também escreveu livros e tinha um fino humor. Para a família nossos pêsames e a certeza que sua arte sempre estará conosco”, disse Ernâni Getirana, da APLA -Academia Pedro-Segundense de Letras e Artes.

O artista plástico Braga Tepi também lamentou o falecimento. “Fiquei muito triste de saber a notícia do meu amigo artista plástico como eu o chamava de Di Holanda. Uma grande perda pra cultura piauiense”, escreveu.