Outros envolvidos no crime estão sendo investigados e procurados. 

Uma mulher se entregou à polícia nessa quinta-feira (29), e confessou participação na morte do analista do TJ-PI, Francisco das Chagas Campelo e Silva, ocorrida na noite de quarta-feira (27).

De acordo com a Polícia Civil, a suspeita revelou que os disparos que atingiram a vítima foram efetuados por ela. Outros envolvidos no crime estão sendo investigados e procurados.

Francisco das Chagas Campelo e Silva foi assassinado após reagir a um assalto quando estava em um bar no bairro Tancredo Neves. O carro dele foi levado por uma dupla de criminosos, que fugiu após o crime. Momentos depois, a Hilux da vítima foi achada abandonado próximo a ponte do Parque Rodoviário. Um dos suspeitos, identificado como Vinicius Alves da Silva foi capturado na mesma noite do crime.

*r10