Na prisão, Cunha chama Janot de ‘psicopata e homicida’

O ex-deputado Eduardo Cunha divulgou uma nota oficial, nesta sexta-feira (27), criticando o ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot. No texto, enviado diretamente do presídio Bangu 8, em Gericinó, Zona Oeste do Rio de Janeiro, ele classificou Janot como ‘psicopata e homicida’.

Ainda na avaliação de Cunha, o ex-PGR não merece respeito. Suas declarações foram em resposta à declaração de Janot, que disse para a revista Veja que sua casa tinha sido invadida e sua suspeita envolvia o ex-parlamentar.

– No início de 2015, minha casa foi invadida e só levaram um controle remoto do portão. Era um recado, uma ameaça. Pelo cheiro, suspeito que foi obra de Eduardo Cunha. Não há evidência, é pelo cheiro mesmo – disse Janot.

– É tão absurda a acusação de invasão da sua casa, desprovida de qualquer prova, quanto é absurda a sua tratativa de homicídio do ministro do STF, Gilmar Mendes – declarou Eduardo.

No texto, ele afirmou qtue também pretende acionar a Justiça contra Janot.

– Vou acioná-lo judicialmente, assim como espero que ele seja responsabilizado pela tentativa de homicídio. Janot gostaria de ter ido ao STF como ministro, mas eu o frustrei quando aprovei a emenda dos 75 anos (idade limite para magistrados da Corte se aposentarem compulsoriamente), impedindo que houvessem mais vagas naquele governo – disse.

Fonte:Pleno News.