22°C 36°C
Teresina, PI
Publicidade

VÍDEO: Faustão fala pela primeira vez após transplante; veja quem era o doador

“Fico emocionado, me deu a chance de viver de novo”, disse o apresentador

01/09/2023 às 07h11 Atualizada em 01/09/2023 às 07h26
Por: Dedé Sousa Fonte: Redação@manchetenet
Compartilhe:
Foto: Reprodução/rede social
Foto: Reprodução/rede social

O apresentador Fausto Silva falou pela primeira vez após passar por um transplante de coração no último final de semana.

Ele gravou um vídeo nesta quinta-feira, dia 31, para agradecer a todos que torcem pela sua recuperação e também à família do doador do novo coração.

Continua após a publicidade
Anúncio

"Quero agradecer, fazer um agradecimento especial ao José Pereira da Silva, pai do Fábio, que teve uma grandiosidade incrível, uma generosidade absurda, que proporcionou que eu estivesse vivo. Eu fico emocionado, me deu a chance de viver de novo", disse Faustão

Assista:

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Portal Manchetenet (@portalmanchetenet)

Doador

Continua após a publicidade
Anúncio

O jogador de futebol amador, Fábio Cordeiro da Silva, morreu no último sábado, dia 26, após ser vítima de um Acidente Vascular Cerebral (AVC). O coração dele foi doado a Faustão. Fábio tinha 35 anos e sofreu o AVC isquêmico enquanto trabalhava como azulejista em Santos, no Litoral de São Paulo.

Segundo a família, o homem sonhava ser atleta profissional e chegou a fazer testes em grandes times, como o Palmeiras. Irmão dele, Flavio Cordeiro da Silva disse que faltaram oportunidades para Fábio fazer do futebol a carreira. “Ele sonhava [em ser profissional]. Tinha talento, mas, na época, tinha que ter muita sorte para seguir. Era mais difícil, precisava ter dinheiro, empresário”.

Fábio sofreu o AVC ainda na última quarta-feira, dia 23, enquanto trabalhava como azulejista em um apartamento em Santos. Segundo Flavio, o irmão estava sozinho quando passou mal. "Estava com a mochila nas costas e capacete do lado. Estava indo embora", relatou.

O jogador foi encontrado apenas no dia seguinte, quando a equipe que trabalhava no local chegou e achou Fábio consciente, mas com o lado direito do corpo paralisado. Ele foi socorrido até a Casa de Saúde de Santos, onde foi levado para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e passou por uma cirurgia no cérebro.

A morte cerebral foi constatada na manhã de sábado e a família optou por doar os órgãos. Segundo o irmão, é um legado de amor ao próximo que o atleta deixou. "Vai ajudar de 12 a 20 pessoas, são 20 famílias ficando felizes", disse.

"Jamais esquecerei de vocês”

Ainda no vídeo gravado nesta quinta-feira, Faustão disse: "O Edison, irmão do Fábio, a Jaqueline, a viúva. Esses que eu tenho que agradecer. Essas pessoas das mais humildes [...]. Esse recado é especificamente para o José Pereira da Silva. A galera da Baixada [Santista]. Wellington... Wellisson e a Jaqueline. Jamais esquecerei de vocês. E vou um dia agradecer pessoalmente. Deus lhe pague por tudo que vocês proporcionaram para mim. Estou eternamente grato".

Faustão também falou sobre o processo de recuperação. Ele disse que já está caminhando há três dias. "Ainda estou com a garganta meio arranhada porque eu fui entubado, mas tô bem. Mas muito disposto... já estou andando. Estou há três dias. Só isso que eu queria falar para vocês. Um beijo. Que Deus dê a vocês em dobro tudo que eu recebi. Essa benção. Obrigado".

*Oestemais

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Lenium - Criar site de notícias