Nova fase da Lava Jato investiga repasses para empresa de filho do Lula

O inquérito policial teve início após evidências colhidas na 24ª fase da Operação e tem como foco principal apurar crimes de corrupção

Foi deflagrada nesta terça-feira (10) pela Polícia Federal a 69ª fase da Operação Lava Jato – a Mapa da Mina – em cooperação com a Receita Federal e com o MPF.

A nova operação investiga repasses do grupo Oi/Telemar para uma empresa de Fábio Luis Lula da Silva, um dos filhos do ex-presidente Lula.

Quarenta e sete mandados de busca e apreensão são cumpridos por 200 policiais federais nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e Distrito Federal durante essa manhã. Os mandados foram expedidos pela 13ª Vara Federal em Curitiba, no Paraná.

O inquérito policial teve início após evidências colhidas na 24ª fase da Operação e tem como foco principal apurar crimes de corrupção ativa e passiva, organização criminosa, tráfico de influencia internacional e lavagem de dinheiro.

De acordo com a nota da Polícia Federal, “os contratos sob investigação foram celebrados com grandes companhias operadoras de telefonia, internet e TV por assinatura atuantes no país e no exterior e as evidências indicam que os serviços contratados pelo citado grupo econômico nos principais casos foram realizados em patamares ínfimos ou não foram prestados, apesar dos pagamentos recebidos integralmente”.

O montante de repasses apurados até o momento chega a R$ 193 milhões – ocorridos entre 2005 e 2016.



CLIQUE AQUI PARA CURTIR A FRON PAGE DA MANCHETENET




Fonte:Redação Manchete Net/Jovem Pan