Jesus falou sobre este Dia em diversas ocasiões (Mt 25:31-46, Jo 5:28-29), e o Livro de Apocalipse o detalha em 20:11-15.

Cremos todos terão de comparecer para prestar contas diante de Deus. Os mortos que não tiveram parte na primeira ressurreição serão ressuscitados, e seus corpos e almas outra vez reunidos (Mt 10:28) para serem julgados, cada um segundo as suas obras, pelo Juiz incorruptível e Justo (Is 11:1-5, Jo 5:27). Jesus chamou esta segunda ressurreição de “a ressurreição da condenação” (Jo 5:25-29, Ap 19:5, 20:11-13), o que é “a segunda morte” (Mt 25:3146, Ap 20:14-15)Os que estiverem vivos quando se der o Juízo Final, sejam grandes ou pequenos (no sentido de status social e não em idade), todos hão de comparecer a este Grande Julgamento, sem exceção, quando será feita a última separação entre os que receberam a Cristo como Único, Suficiente, Exclusivo e Eterno Salvador, e por isso seus nomes estão escritos no Livro da Vida do Cordeiro, e os que foram indiferentes ao Seu sacrifício e rejeitaram o Seu apelo amoroso para que se arrependessem (Ap 20:11-15).

Jesus, o Juiz dos vivos e dos mortos, garantiu que aqueles que Nele creem não entrarão em condenação (Jo 5:23-25, Rm 8:1). Neste dia “os justos resplandecerão como o sol, no Reino do seu Pai” (Mt 13:43, II Co 5:10).

A diferença entre o Tribunal de Cristo e o Juízo Final é que o primeiro é exclusivo para os salvos e o segundo é para os ímpios. O primeiro acontecerá após o Arrebatamento e o segundo após a Última Batalha do Bem contra o Mal. No primeiro, os justos receberão recompensa por aquilo que fizeram em favor da Obra de Deus (ou não, se o servo foi mau e negligente, (Mt 25:14-30). No segundo os ímpios receberão recompensa por suas más obras. Entre ambos, pelo menos mil anos de distância.

Cremos que será o FIM DA TERRA, previsto em “Ezequiel 7 e II Pe 3:10-13”, e a chegada do Novo Céu e da Nova Terra (Ap 21). 

Fonte: Paz e Vida

SIGA O GRUPO DE JOVENS DE PAZ E VIDA DE TERESINA ITAPERÚ NO:

AMI SHADAY

@GRUPOAMISHADAY