Foto Reprodução

Assim que Jesus terminou o Seu sermão profético no Evangelho de Mateus, Ele passou a contar aos Seus discípulos o que vai acontecer depois que tudo se cumprir e Ele estabelecer Seu Trono de Glória e disse:

 “E quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória; e todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas; E porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à esquerda. “ (Mateus 25:31-33).
Uma divisão: ovelhas e bodes, os bodes à Sua esquerda e as ovelhas à direita, mas quem são os bodes e as ovelhas? As ovelhas são os amados do Senhor, são a Sua Igreja verdadeira, são os Seus discípulos de todos os tempos. As ovelhas ficarão à direita do Senhor e Jesus vai conversar com elas e a conversa será linda!
É preciso deixar claro, de início, que nenhum de nós, Igreja do Senhor, vai ser julgado, logo a conversa com as ovelhas não será um julgamento, será um carinho. A condenação é apenas para os que (infelizmente) não receberam Jesus como Salvador, veja o que está escrito: “Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus. “ (João 3:18).
Voltando ao cerne. Jesus vai dizer para as Suas ovelhas: “Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo. “ (Mateus 25:34). A partir daí, Jesus vai dizer aos Seus servos uma série de coisas atribuídas a eles e que, na verdade, nenhum dos Seus servos irá se reconhecer nas palavras generosas proferidas pelo Filho de Deus.
Jesus começa dizendo: “Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me; estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e foste me ver. “ (Mateus 25:35,36).
Atônitos, os verdadeiros servos, as verdadeiras ovelhas dirão: “Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber? E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? ou nu, e te vestimos? E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te? (Mateus 25:37-39). A resposta do Senhor é surpreendente, leia você mesmo: “Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes. “ (Mateus 25:40). 
Agora realize. Quem ama de verdade Jesus faz o bem desinteressadamente e nem percebe o bem que faz, porque o Bem Maior habita seu coração, ou seja, o bem que os servos do Senhor fazem, não é para “aparecer”, nem para ser louvado pelas pessoas, muito menos para ser visto como “bonitinho”, o bem é feito na base do “piloto automático”, faz o bem, porque é parte do próprio BEM.
E os bodes? Quem são? Engana-se quem pensa que os bodes são apenas os pecadores mais cruéis, as pessoas do mundão, aqueles que rejeitaram Jesus “de cara”. Estes também são bodes, mas a grande surpresa são os bodes de dentro das igrejas, o povo que alisa os bancos, mas que seu coração nunca foi de Jesus. Caramba, existe isso? Claro que existe! Aliás, é o que mais existe. Infelizmente!
Uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa! Uma coisa são os bodes de fora da igreja, são os menos perigosos, porque eles não escamoteiam a verdade, não se escondem atrás de supostas bandeiras evangélicas. Outra coisa são os bodes de dentro das igrejas, perigosos demais! E você sabe qual o maior perigo que estes bodes oferecem? O perigo maior é para eles mesmos, porque, na maioria das vezes, estão enganados e enganando a si mesmos.
Muitos pensam que estão “servindo ao Senhor”, mas, no dia final ouvirão do Senhor: “Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos. “ (Mateus 25:41). Estes bodes fazem o contrário das ovelhas, e Jesus explicou direitinho para eles, veja: “Porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber; Sendo estrangeiro, não me recolhestes; estando nu, não me vestistes; e enfermo, e na prisão, não me visitastes. “ (Mateus 25:42,43).
Pasmem! Os bodes ainda vão contestar e dirão que nunca fizeram nada disso contra o Senhor e Ele responderá: “Em verdade vos digo que, quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mim. “ (Mateus 25:45).
Fato. Se somos de Jesus, praticamos o bem por compaixão, por empatia, por um mover íntimo que se chama Jesus. Quem ainda não se converteu, seja de dentro, ou de fora das igrejas físicas, não consegue fazer o bem, porque Jesus ainda não move o seu coração de íntima compaixão. Tem uma boa notícia: ainda é dia, ainda é tempo de reconhecer Jesus como seu Salvador e confessar com os lábios que Jesus é Deus, é o Filho de Deus e Deus O ressuscitou dos mortos e Ele vive para sempre. Se você fizer isso, vai mudar de lado, vai deixar de ser bode, para ser ovelha amada do Senhor!
Fonte:sombradoonipotente