Pai de adolescente que estava desaparecida comenta denúncia de abuso sexuais

Ela prestou depoimento e fez uma série de acusações contra a família, inclusive de abuso sexual.

O professor e pastor Gudson Costa, pai da adolescente de 17 anos que desapareceu após fazer uma prova do Enem em Teresina, comentou em entrevista a alegria da filha ser sido encontrada, mas também falou sobre as acusações que abuso sexual que ela fez à polícia.

Ela desapareceu no último domingo (03/11) após realizar a prova do Enem na Zona Sul de Teresina e foi encontrada no início da noite desta quarta-feira (06/11) na cidade de União. Ela prestou depoimento e fez uma série de acusações contra a família, inclusive de abuso sexual.

“A gente teve um Brasil todo orando com a gente. Pastores, colegas de ministério, a igreja que eu pastoreio, as escolas que eu sou professor, o carinho dos meus alunos, ligando pra gente, dizendo que estava, orando, foi uma Teresina toda orando”, disse Gudson Costa em entrevista à TV Meio Norte após saber que a filha foi encontrada.

Sobre as acusações, Gudson fala da tristeza quando soube.

“Dói né, porque a gente sabe que deve ter muitas palavras, muitas coisas que são ditas, é difícil meu amigo, acreditar na gente, porque é todo um bojo de acontecimentos mas fica um pai que não tem medo de ser examinado, crivado, investigado pelo que for, porque eu sei que tipo de pai eu sou, eu sei que tipo de homem eu sou. Teresina conhece que homem eu sou, a igreja que eu pastoreio é testemunha disso, eu sou professor há muito tempo de alunos, meus alunos como eles me veem. A gente sabe que tem uma série de coisas”, disse.

“O resultado final é o que a gente acredita, nenhuma condenação há, para aqueles que estão em Cristo Jesus. Independente do que possa ser dito, do que posa ser veiculado, do que ela ela possa dizer contra nós, o amor que eu sinto cobre tudo, cobre todo tipo de acusação, ou qualquer tipo de outra coisa, eu sei o homem que eu sou, quem me conhece sabe o homem que eu sou, todo mundo pode dizer tudo da gente, mas há um Deus no céu, que é justo,que é juiz, que conhece, que sonda a gente, não só o que a gente diz, mas o que, e ele não deixa nada encoberto ou escondido, mas a alegria de ter encontrado é maior do que tudo”, completou o pai da adolescente.



CLIQUE AQUI PARA CURTIR A FRON PAGE DA MANCHETENET




Fonte:Redação Manchete Net/180Graus