O policial disse que os traficantes estão aliciando menores, para movimentarem o futuro de drogas.

O tráfico de drogas está assustando os moradores do bairro Usina Santana, localizado na zona Sudeste de Teresina. E agora, as drogas chegaram, também, às escolas do local. A distribuição de drogas foi descoberta em três escolas. A denúncia é de que as crianças estão recebendo drogas em cápsulas, que mais parecem “medicamentos”.

A distribuição está sendo realizada por organizações que comandam o tráfico de drogas na região. O pai de uma aluna de oito anos de idade foi até a Delegacia do 21º DP, levar uma das cápsulas. Segundo o pai da garota, ela recebeu a cápsula na própria escola, de um dos colegas, dentro da cápsula tem uma mistura de maconha e crack.

Polícia Civil
Foto: Reprodução Manchete Net
Delegado Odilo realiza palestra nas escolas.

A polícia está investigando como a droga chegou até a criança. De acordo com o delegado do 21º DP, Odilo Sena, a abordagem até a criança chocou até mesmo a polícia, pela idade das crianças. O policial disse que os traficantes estão aliciando menores, para movimentarem o futuro de drogas.

“O pai, verificando as coisas de uma criança de oito anos de idade, observou um objeto, com aspecto de “balinha”, perguntou a filha sobre o objeto e a menina falou que havia sido distribuída na sala de aula dela, a preço muito baixo, ou até de graça”, falou o delegado Odilo Sena.

Ele disse ainda que desde o início deste ano que os policiais do 21º DP, batizaram uma operação, de todos os processos relacionados ao tráfico de drogas e que tivesse traficância, de “Guerra contra o tráfico”. “Mas eu nunca iria imaginar que esses canalhas pudessem ser tão sórdidos ao ponto de tentarem macular a infância de crianças de oito e nove anos de idade. Agora, imagine o que a maconha ou qualquer outro tipo de entorpecente, forte, pode fazer no cérebro de de uma criança com essas idades. Não vejo outra finalidade dos traficantes, a não ser o vício ou controle mental que essas drogas fazem. Ou ainda a perspectiva de novos membros dessa organização criminosa”

As “balinhas” estão sendo comercializadas por R$ 0,15 ou R$ 0,40, nas escolas. Desde o mês de março, equipe do 21º DP realiza palestra nas escolas e em desde o início do ano 15 pessoas foram presas e indiciadas por tráfico na região. a polícia civil segue monitorando os grupos e prisões devem ser efetuadas. Com as informações do portal do meio norte.