Um grupo de astrónomos da Academia Chinesa de Ciências partilhou um ‘paper’ onde revela ter detetado, pela primeira vez, oxigénio molecular fora da nossa galáxia, a Via Láctea.

A galáxia onde foi detetado oxigénio fica a 561 milhões de anos-luz da Terra e dá pelo nome de Markarian 231 e tem no centro um quasar, um núcleo luminoso com buraco negro gigante. Como nota o ScienceAlert, trata-se do quasar mais próximo da Terra e os astrónomos acreditam que as vibrações produzidas por estae fenómeno podem ajudar a libertar oxigénio presente na água congelada nas imediações desta galáxia.

“Com uma observação atenta à Markarian 231 conseguimos detetar emissões [de oxigénio molecular] numa galáxia exterior pela primeira vez,” pode ler-se no ‘paper’ publicado noThe Astrophysical Journal. A equipa foi capaz de detetar oxigénio por via de ferramentas capaz de analisar os comprimentos de onda produzidos por moléculas.

Redação Manchetenet/Thechaominuto