Foto reprodução Internet

O Piauí registrou mais 1.170 casos confirmados e 31 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, segundo o boletim divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde na noite desta quinta-feira (23).

O estado contabiliza 44.349 casos confirmados e 1.215 óbitos distribuídos entre 118 municípios. Deste total, morreram 705 homens e 510 mulheres.

As 11 mulheres que faleceram recentemente são de Baixa Grande do Ribeiro (66 anos), Coivaras (78 anos), Esperantina ( 84 e 99 anos), Geminiano (79 anos), Piracuruca (70 anos) e Teresina (43, 50, 72, 83 e 96 anos).

Já os 20 homens são das cidades de Água Branca (76 anos), Barras (34 anos), Lagoa do Sítio (71 anos), Monsenhor Gil (3 e 90 anos), Parnaíba (78 e 86 anos), Pedro II (74 anos), Oeiras (85 anos), Teresina (59, 62, 66, 68, 71, 75, 81, 84 e 97 anos) e Uruçuí (21 e 51 anos).

O Piauí passa a contar com oito óbitos de crianças e adolescentes. A nova vítima de três anos tinha miopatia periférica. Já faleceram também dois menores de um ano, dois de 13 anos, um de 12 anos e os outros tinham 15 e 16 anos. A metade possuía comorbidades.

Segundo o boletim, dos 1.170 casos confirmados da doença, 640 são mulheres e 530 homens, com idades que variam de nove meses a 94 anos.

O número de cidades piauienses atingidas pela pandemia permanece 218, o que representa 97,32% do território piauiense. Os municípios que não tiveram casos registrados de Covid-19 até agora somam seis: Arraial, Canavieira, Cristalândia, Jardim do Mulato, João Costa e Riacho Frio.

Decretos determinam distanciamento social

Para evitar a contaminação pelo vírus, o isolamento social e medidas emergenciais foram determinadas por meio de decretos do governo do estado e das prefeituras, como na capital piauiense, para que a população fique em casa e evite ao máximo ir às ruas. Aulas em escolas e universidades, a maioria das atividades comerciais, esportivas e de serviços em geral estão suspensas por tempo indeterminado.

Serviços essenciais como farmácias, postos de combustíveis e supermercados continuam mantidos mas estão regulamentados. O atendimento em clínicas, hospitais e laboratórios, assim como o funcionamento de escritórios de advocacia e contábeis também foram liberados mediante cumprimento de regras.

O uso de máscaras em locais públicos tornou-se obrigatório em todo o estado. Policiais fazem abordagens nas fronteiras do estado a ônibus e veículos particulares. Os decretos preveem que quem descumprir as regras pode ser penalizado com multa ou até prisão.

Prevenção, contágio e sintomas

Lavar as mãos de forma correta uso de álcool em gel, sempre usar máscaras, evitar contato pessoal e aglomerações de pessoas são algumas das orientações para evitar o contágio da doença.

É importante também ficar atento quanto aos principais sintomas (tosse seca, congestão nasal, dores no corpo, diarreia, inflamação na garganta e, nos casos mais graves, febre acima de 37° C e dificuldade para respirar).

*Com as informações do G1 Piauí