MSNBC/Reprodução de vídeo/Twitter

A polícia da cidade de Gulfport, no Mississippi, afirmou nesta terça-feira, 1º, que emitiu mandados de prisão contra um homem que viralizou nas redes sociais após confrontar um jornalista do canal MSNBC que dava informações sobre o tempo após a passagem do furacão Ida na região.

Nas imagens, que foram transmitidas ao vivo na TV, é possível ver o suspeito saindo da caminhonete dirigida por ele e indo em direção ao repórter. O câmera chega a desviar o foco e fechar a imagem, mas no fim da transmissão o homem, que afirmava que ele estava mentindo sobre a previsão do tempo, avança contra o profissional. Em um comunicado divulgado à imprensa, o departamento policial afirmou que o homem foi identificado como Benjamin Eugene Dagley, morador de Ohio. “Ainda em 31 de agosto, mandados de prisão foram emitidos em nome dele por duas infrações de agressão, uma de distúrbio da paz pública e outra por violar o toque de recolher de emergência”, explica trecho da nota.

As acusações de agressão são contra o câmera e o repórter e a de violação do toque de recolher é referente ao perigo de locomoção na região diante da passagem do furacão, que foi rebaixado à categoria de depressão tropical nesta terça-feira após deixar pelo menos quatro pessoas mortas. O comunicado da polícia afirma que a suspeita é de que ele tenha saído do estado do Mississippi, o que o torna procurado no país. “Se você sabe do paradeiro dele, por favor, contate a polícia local”, diz trecho da nota, identificando o modelo e a placa do veículo no qual o suspeito estava. Apesar do susto, o repórter Shaquille Brewster não teve qualquer ferimento proveniente da agressão e passa bem. Veja, abaixo, vídeo do momento em que profissional é assediado pelo homem:

“Com as informações do Jovem pan