Na manhã desta segunda-feira (17/06), a equipe da Coordenadoria Geral de Operações realizou o resgate de um homem, que tentava o suicídio na Ponte do Bairro Primavera. 

Segundo a Polícia Militar, o outro caso ocorreu no sábado (15/06), desta vez, policiais do 1º Batalhão da PMPI efetuaram o resgate de outro homem, na Ponte Estaiada Mestre João Isidoro França.

Ambos os homens foram resgatados em segurança das pontes, e encaminhados para o Hospital Areolino de Abreu.

Está passando por um momento difícil? Procure, o Centro de Valorização da Vida – CVV. O centro realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo pelo telefone 188, e-mail e chat 24 horas todos os dias.

O suicídio é um grave problema de saúde pública, que pode ocorrer por múltiplos fatores. Veja onde conseguir ajuda!

PRECISA DE AJUDA?

Em todo o país existe vários locais que contribuem com a prevenção e posvenção do suicídio para que pessoas com ideações suicidas e familiares saibam onde buscar tratamento gratuito na capital piauiense. Além da rede do SUS, existem organizações filantrópicas que oferecem o serviço. Em Teresina, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) mantém o PROVIDA, que é um ambulatório especializado e fica localizado no Centro de Saúde Lineu Araújo, no centro sul da cidade. “O local conta com psicólogos e psiquiatras e atende por demanda espontânea”, afirma Luanna Bueno, gerente de saúde mental.

Ela explica que, além do PROVIDA, existem sete Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), que possuem equipe multiprofissional e acolhem pessoas com transtornos mentais severos. “Já em casos de transtornos leves, as pessoas podem buscar uma das 90 Unidades Básicas de Saúde. Se houver necessidade, na própria Unidade é marcada consulta para psicólogos e psiquiatra, nos ambulatórios”.

Agora, em caso de urgência psiquiátrica, como surto psicótico ou tentativa de suicídio, a população pode acionar o SAMU, por meio do número gratuito 192 ou ir por meios próprios para o Hospital Areolino de Abreu, local que possui psiquiatras 24 horas e é o hospital referência em atendimento de urgência psiquiátrica. Outra opção é se dirigir aos CAPS.

A FMS informa ainda que discutir sobre o suicídio é fundamental para a sua prevenção, alertando que essa discussão deve ser de forma responsável e útil: não se pode divulgar casos individualizados para não impulsionar outras pessoas a terem a mesma conduta. A Organização Mundial de Saúde recomenda que se fale sobre estatísticas, sobre a importância da saúde mental, que as doenças mentais têm tratamento, além de informar amplamente locais que fornecem ajuda.

Conheça também as organizações filantrópicas que contribuem com a prevenção do suicídio em Teresina:

1.Centro de Valorização da Vida (CVV) – Telefone: 188 (disponibiliza linha telefônica para conversa amiga);

2.Centro Débora Mesquita (CDM) – Telefone: (86)99827-3343/ 98894-5742 (faz palestra sobre doenças mentais e suicídio, fornece atendimento psicológico e tem grupo destinado às pessoas que perderam um ente querido por suicídio);

3.Grupo Contato Apoio Contato e Esperança (GRACE) – Telefone: (86)3237-0077/3237-0202 (disponibiliza linha telefônica para conversa amiga, atende presencialmente na sede e também faz visita domiciliar).

Fonte: Com informações da PM-PI/180 Graus/piauí hoje