O Piauí registrou uma queda em sua população de 0 a 29 anos nos últimos sete anos.

 

Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNADC) de 2019, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2012 o número de pessoas nessa faixa etária era de 50,55%, já em 2019 o índice caiu para 44,6%, uma diminuição de 5,95%.

Segundo a pesquisa, a queda foi compensada pela população de 30 a 59 anos, que saiu de 36,8% em 2012 para 39,8% em 2019, um aumento de 3%.

A população de 60 anos ou mais também cresceu. Era de 12,7% em 2012 e passou para 15,6% em 2019, uma elevação de 2,9 pontos percentuais no período.

Em 2019, de acordo com os dados, a faixa etária com mais habitantes entre os homens é de 15 a 19 anos (9%). Já entre as mulheres, a concentração está na faixa de 30 a 34 anos, com 8,1%. A pirâmide etária começa a diminuir gradativamente a partir dos 50 anos para os homens e a partir dos 30 anos para as mulheres.

Pardos e mulheres são maioria no Piauí

Em relação a população em geral, a pesquisa mostra que dos 3,37 milhões de habitantes estimados para 2019 no Piauí, a maioria é de cor parda (70,6%). As pessoas de cor branca representam 18,9% e aqueles com cor preta são 10,4% no estado.

Em Teresina, dos 865 mil habitantes estimados no ano passado, cerca de 65,3% são de cor parda, enquanto 19,4% são de cor branca e 15,2% de cor preta.

No Brasil, dos 209,49 milhões de habitantes estimados em 2019, as pessoas de cor parda também são maioria (46,8%), seguidos pelos de cor branca (42,7%) e pelos de cor preta (9,4%).

Fonte/cidadeverde