Foto Reprodução

A Prefeitura de Teresina lança, na próxima segunda-feira (14), consulta pública para formar Parceria Público-Privada de energia solar. A iniciativa privada deverá investir, já no primeiro ano, o valor total de R$ 75 milhões, numa parceria que deve durar 10 anos.

A consulta pública terá duração de 30 dias e consiste na apresentação dos estudos econômico/financeiro, de engenharia, jurídico e ambiental, feitos pela Prefeitura de Teresina para comprovar a viabilidade da iniciativa. Após esse período, será lançado o processo licitatório para a escolha da empresa. É possível ter acesso à consulta pública, através do link https://semcop.pmt.pi.gov.br/consulta-publica-usinas-fotovoltaicas/

A secretária municipal de Concessões e Parcerias, Monique Menezes, explica que a energia solar produzida em Teresina será usada para diminuir o valor gasto atualmente com energia elétrica nos prédios públicos da capital, como escolas, hospitais, Unidades Básicas de Saúde, prédios administrativos, dentre outros. Atualmente, são destinados R$ 29 milhões para este tipo de gastos em Teresina anualmente.

“Com a produção própria, a Prefeitura Municipal vai conseguir economizar cerca de R$ 10 milhões por ano e esse é um valor significativo que pode ser investido em outras áreas como saúde e educação, por exemplo. Além disso, tem a questão ambiental, vamos passar a produzir e usar energia sustentável”, disse Monique.

De acordo com o projeto, Teresina vai contar com três miniusinas, que ficarão localizadas uma na zona Norte, no Polo Empresarial Norte, e duas na zona Sul, na região do Salobro.

*Com as informações do PMT/SEMCOP