O Banco Popular de Teresina (BP), órgão vinculado à Secretaria Municipal de Economia Solidária (Semest), está conseguindo transformar a vida de muitas pessoas na capital por meio das linhas de créditos oferecidas aos microempreendedores.

Durante o ano de 2019 o banco emprestou R$ 2.460.117,39, ajudando a fomentar o empreendedorismo local. No total, foram atendidos 871 empreendimentos, sendo 80% deles femininos.

Entre as categorias mais beneficiadas estão as Associações, com cerca de R$ 85.000,00 em empréstimos, seguidas de mototaxistas, fotógrafos e empreendedores do shopping da cidade. Além das categorias de artesanato, centros de produção, feira do livro, bolsa família, lavanderias comunitárias e mercados públicos, dentre outros.

Fabrycio Bomfim é fotógrafo e pediu empréstimo no Banco Popular. “Eu estava precisando trocar o meu material de fotografia, que já estava desgastado, e através do Banco Popular estou conseguindo realizar esse sonho. O processo todo foi muito rápido, em apenas sete dias após a assinatura dos papéis o dinheiro já estava na conta. Foi a melhor escolha que pude fazer, pois agora terei um material de qualidade para trabalhar e vou pagar em parcelas suaves, com juros baixíssimos. Agradeço muito a Semest e a Prefeitura por esse apoio que temos em nossos pequenos negócios”, relatou.

O microempreendedor Alexandro Barbosa, que entrou no mercado com inovação através da fabricação de batata chips de macaxeira, explicou como conheceu o Banco Popular. “Conheci o Banco no momento em que precisei atualizar a embalagem do meu produto. A ideia veio no mês de aniversário da cidade, quando decidi valorizar e divulgar fotos de pontos turísticos de Teresina na embalagem. Após a decisão, procurei a Prefeitura e fui encaminhado para o Banco Popular. Foi então que encontrei a saída perfeita para o meu empreendimento, pois consegui ótimas linhas de crédito com uma carência que viabilizou o nosso crescimento, além de completar meu maquinário e ampliar meu negócio”, disse.

O objetivo principal do Banco Popular é contribuir para a elevação do nível de renda e geração de trabalho para a população de baixa renda de Teresina. O Banco também abrange empreendedores de diversas áreas ligadas a economia solidária e criativa, como artesãos, lavanderias comunitárias e cooperativas, entre outros microempreendimentos.

Ricardo Bandeira, secretário da Semest, fala sobre a relevância do Banco. “Através do Banco conseguimos fomentar o empreendedorismo e ver o crescimento desses pequenos empreendedores em diversas áreas na nossa cidade é muito gratificante. O Banco está sempre aberto ao público para que possam ser tiradas dúvidas e para que possamos juntos buscar soluções para orientar esses empreendedores. Em 2020 estipulamos uma meta de R$ 2.600.000,000 em empréstimos para que nosso resultado final continue sendo melhorar a vida do cidadão teresinense”, concluiu.

Para fazer um empréstimo no Banco Popular é preciso se dirigir até ao Banco portando cópias e originais do RG, CPF, dados bancários, comprovante de endereço atualizado e comprovação da atividade que desenvolve. Além disso, não pode haver restrições no nome e deve contar com um avalista. O atendimento acontece de segunda a sexta-feira (exceto feriados), das 8h às 12h, na Av. Campos Sales, nº 1292, Centro/Norte.



CLIQUE AQUI PARA CURTIR A FRON PAGE DA MANCHETENET




Fonte:Redação Manchete Net/180graus