Foto reprodução

O senador Omar Aziz (PSD-AM), presidente da CPI da Pandemia, está confiante que as denúncias do deputado Luis Miranda (DEM-DF) envolvendo o acordo de compra da vacina Covaxin, da Índia, são verdadeiras.

Aziz disse que a CPI cobrará explicações sobre os motivos que fizeram o presidente Jair Bolsonaro não ordenar investigações contra as pessoas que montaram o contrato para a compra do imunizante contra Covid-19.

Em entrevista exclusiva à TV Cultura, o senador declarou:

“Nenhum servidor federal foi acionado pelo presidente após a denúncia do deputado Luis Miranda para fazer qualquer tipo de investigação. Se tivesse sido [mentira], pode ter certeza que o presidente já teria chamada Miranda de mentiroso, cafajeste, vagabundo e picareta. Essa forma como ele trata as pessoas que se opõe a ele ou tentam imputar alguma coisa.”

É importante destacar que, na última semana, os senadores pediram mais 90 dias para a CPI da Pandemia interrogar e checar outros fatos do governo federal ao longo da crise sanitária.

Confira o vídeo.

“Com as informações do  Renova Midia