Presidente dos progressistas “Júlio Arcoverde”, sai em defesa de Maia e assume desconforto com nomeação para a Semar.

Júlio Arcoverde confirma o desconforto e a insatisfação dos progressistas com a indicação do Governador para o comando da Semar.

O partido teria indicado Mainha que é suplente de deputado federal,

 

mas em ultima rodada de negociações a deputada Margarete Coelho indicou sua irmã Sadia Castro, sendo considerada pela cúpula do partido como uma indicação pessoal do Governador, talvez pelo fato de que Margarete foi ex-governadora no ultimo governo de W. Dias tenha contribuído na decisão do Governador.

Políticos que compõem a base estão alvoroçados num mar de insatisfações com os desencontros nas indicações do partido na pasta da Semar, e com o destrato do governador.

O presidente do partido Júlio Arcoverde em conversa com a imprensa admitiu que a situação pode criar uma crise grave em relação ao apoio do partido ao governo, mas ressalva que não a motivos ainda que levem ao rompimento com o governo.

O governador propôs a Mainha a (CMTP), empresa já incluída no pacote de extinção enviado para a assembleia e já aprovado pelos deputados da base.

Mainha só se pronunciara se aceita ou não a direção da (CMTP) logo após a reunião dos progressistas marcada para manha desta segunda feira 06 de maio de 2019 as 8h, reunião marcada para debater se aceita ou não a proposta do governador.

Redação manchetenet.com