O senador Ciro Nogueira, presidente nacional da agremiação, diz que o acerto pode ser selado nos próximos dias.

Apesar de manter o silêncio em relação a possibilidade do Progressistas (PP) embarcar no governo do presidente Jair Bolsonaro, assumindo o comando de importantes órgãos federais, o senador Ciro Nogueira, presidente nacional da agremiação, diz que o acerto pode ser selado nos próximos dias.

“Depois que acontecer, falamos”, foi a resposta do parlamentar piauiense quando arguido sobre as tratativas em torno da indicação de nomes para presidir o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e comandar a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e da Parnaíba (Codevasf) e o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs).

Ciro esteve recentemente reunido com Bolsonaro, no entanto, afirmou que naquela oportunidade só trataram do apoio da bancada progressista no Congresso Nacional para aprovação de medidas de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), mas já dava sinais de reaproximação ao presidente, que já foi do seu partido.

Por sua vez, Bolsonaro vem costurando aliança com diversos partidos do chamado “Centrão”, na tentativa de fortalecer sua base de apoio no Congresso Nacional. Dentre outras coisas, a intenção é reduzir o poder a influência política do presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM), entre os parlamentares e líderes partidários.

Fonte:Cidade Net