Foto: Gorete Santos/ TV Cidade Verde

Motoristas de aplicativo bloquearam os dois sentidos da Avenida Marechal Castelo Branco, na altura da Câmara dos Vereadores de Teresina.

Com os carros atravessados na pista e buzinaço, eles reinvindicam a redução do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o combustível, pedem por mais segurança e que sejam incluídos na vacinação contra a Covid-19.

Da avenida, os motoristas prometem seguir pela Avenida Frei Serafim até ao Palácio do Karnak, sede do Governo do Piauí.

Cidade verde/Produçao

De acordo com os organizadores, pelo menos 3500 motoristas de aplicativo participam na paralisação nesta terça-feira(23), que tem como pautas principais a redução do preço dos combustíveis, melhores condições de segurança para a categoria, além de mudanças na regulamentação do serviço na capital.

“O objetivo da manifestação é chamar atenção da sociedade e do poder para diversos problemas que os motoristas de aplicativo sofrem todos os dias. Estamos sendo atingidos em cheio com o aumento dos combustíveis, que está inviabilizando o nosso trabalho. Temos também a questão pela desvalorização por parte das plataformas, temos também a regulamentação que ainda não foi concluída por parte da Câmera. Além disso, também estamos cobrando mais segurança, porque todos os dias motoristas são assaltados”, explicou o motorista Roneibe Carvalho, membro da Comissão que organizou o movimento.

Ainda de acordo com a categoria, caso as revindicações não sejam atendidas e o diálogo não seja aberto, novas paralisações podem ser realizadas. “Quem vai dizer se esse movimento tem continuidade ou não é poder público”, destacou Roneibe.

Entregadores de delivery também participam do movimento nesta manhã. O presidente da associação que representa a categoria, Júlio César Sousa, destacou a importância da união entre os trabalhadores para fortalecer as pautas.

“Essa manifestação estamos cobrando regularização, segurança e respeito das plataformas. Infelizmente, muitos trabalhadores estão sendo bloqueados de forma indevida. Precisamos ser reconhecidos como categoria”, destacou.

Os representantes da comissão independente que organiza a manifestação entregaram um ofício a mesa diretora da Câmara Municipal solicitando que uma comissão seja recebida para dialogar com os motoristas.

O vereador Ismael Silva (PSD), vice-presidente da comissão de mobilidade da Casa, foi até a avenida e conversou com a categoria. Segundo ele, uma audiência vai ser viabilizada para tratar sobre as pautas apresentadas.

“É importante que haja esse diálogo com as categorias. Se nós temos que atender o interesse público, precisamos entender a categoria. O canal de diálogo já foi estabelecido”, disse o vereador, que confirmou o diálogo com os representantes da categoria para a próxima quinta-feira.

Após realizarem um ato em frente à Câmara Municipal, os motoristas de aplicativo e entregadores seguiram em carreata em direção ao Palácio de Karnak, onde também vão buscar diálogo com representantes do governo do Estado.

*Com as informações do Cidade Verde