(Foto: Twitter/Divulgação)

O líder da Bancada do PT na Câmara Municipal de São Paulo, vereador Alfredinho, assim como o presidente do partido no estado, Laércio Ribeiro, entraram na Justiça contra a revogação da lei que garantia a gratuidade do transporte público para idosos de 60 a 65 anos.

A prefeitura de São Paulo, sob gestão de Bruno Covas (PSDB), conseguiu aprovar a retirada do benefício na Câmara Municipal na terça-feira (22) e, rapidamente, sancionou o texto na quarta (23).

No âmbito estadual, o governador João Doria (PSDB) publicou no Diário Oficial de quarta um decreto que também suspendeu a regulamentação da lei estadual que previa o benefício.

Em Ação Direta de Inconstitucionalidade contra Lei apresentada ao Tribunal de Justiça, o PT alega que medida descumpre a Constituição do estado de São Paulo e o Regimento Interno da Câmara.

A medida do governo tucano deve entrar em vigor a partir de 1 de janeiro e vale para metrôs, trens e ônibus municipais e intermunicipais. Para quem tem mais de 65 anos, o transporte continua gratuito.

A gratuidade de idosos no transporte público a partir dos 60 anos de idade foi uma conquista obtida em 2013, durante a prefeitura de Fernando Haddad (PT).

*Com as informações do Revista Forum