O povo de Israel já estava há muitos anos escravo no Egito e durante todos os anos de sua servidão, eles foram se afastando do Deus de seus pais, ao tempo em que foram se acostumando com os sofrimentos impostos pelos egípcios aos hebreus.

Não foi uma boa ideia! Quanto maior for o nosso sofrimento, tanto mais precisamos nos aproximar de Deus, afinal, somente Ele pode nos libertar de situações difíceis e quando não houver mais recurso humano, então chegou a hora de Deus agir.

Moisés fugiu do Egito e foi para a terra de Midiã e lá se casou, formou sua família, se tornou um bom pastor, e quando tudo estava bacana, a vida seguia tranquila para o pastor de ovelhas hebreu, mas criado como egípcio, aconteceu um fato novo que mudou tudo: os filhos de Israel se lembraram do seu Deus e levantaram um grande clamor pedindo a Deus que enviasse um libertador, que os livrasse da escravidão no Egito, leia: “E aconteceu, depois de muitos dias, que morrendo o rei do Egito, os filhos de Israel suspiraram por causa da servidão, e clamaram; e o seu clamor subiu a Deus por causa de sua servidão. “ (Êxodo 2:23). Aquele clamor moveu o coração de Deus e foi atingir Moisés lá em Midiã, quando ele apascentava seu rebanho de ovelhas.

É sempre assim, quando Deus atende o clamor de Seu povo, Ele gira a “roda da fortuna” celestial e ninguém é abençoado sozinho e nem por causa de seus belos olhos, uma bênção sucede a outra e muitos são abençoados ao mesmo tempo. O povo de Israel clamou no Egito, pedindo um libertador e Deus foi conversar com Moisés lá em Midiã, e também falou com Arão no Egito e mandou que ele fosse ao deserto encontrar com seu irmão Moisés.

Deus já havia prometido um libertador, mas tudo tem um tempo próprio para acontecer e nada acontece por acaso. O problema é que somos imediatistas, temos pressa em tudo e isso é reflexo da nossa humanidade finita e frágil, mas Deus não se guia pelo tempo do homem, Deus é eterno e Seu tempo é sempre o presente, não existe passado e nem futuro. Entre a promessa e seu cumprimento, o tempo prova os corações.

Não pense que é só com você que demora a chegar a bênção, porque isso acontece com todos os servos do Senhor e, como Jesus é o Deus Salvador, que se fez homem para nos resgatar do pecado, Ele também “sentiu na pele essa emoção” e também achou que Deus demora um cadinho para nos responder, veja: “E Deus não fará justiça aos seus escolhidos, que clamam a ele de dia e de noite, ainda que tardio para com eles? “ (Lucas 18:7). Em outras palavras, Jesus assegurou que Deus fará justiça aos Seus escolhidos que clamam a Ele dia e noite, ainda que pareça demorado em responder.

Logo em seguida, Jesus falou como Deus e disse“Digo-vos que depressa lhes fará justiça. Quando, porém, vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra? “ (Lucas 18:8). Depois de dizer que depressa Deus nos fará justiça, Ele ainda disse que isso é uma questão de fé e questionou se quando Ele voltar encontrará fé na terra. O negócio é o seguinte, não se desespere, nada no Reino Espiritual é rápido, a não ser a salvação que é automática, e é só você crer que Jesus veio em carne, que Ele é Deus, é o Filho de Deus e Deus O ressuscitou dos mortos e Jesus vive para sempre! Quando você se torna filho de Deus, você também define seu destino eterno e deixa para traz todas as coisas ruins que você fez, ou viveu, é vida nova, é uma nova caminhada e desta vez com Jesus!

“Com as informações do sombra do onipotente