PopTika | Shutterstock

Todos nós desejamos paz, especialmente uma paz que perdure em nossos corações. No entanto, a paz sempre parece escapar quando as dificuldades deste mundo nos sobrecarregam.

Se realmente quisermos que a paz permaneça em nossa alma, São Josemaría Escrivá nos aconselha a lembrar deste princípio simples.

Em seu livro intitulado Caminho, ele explica sucintamente o que ele acreditava ser a chave para encontrar a paz.

Jamais terei verdadeira felicidade se não tiver paz. E o que é paz? A paz é algo intimamente relacionado à guerra. A paz é uma consequência da vitória. A paz exige de mim uma luta contínua. Sem luta, nunca terei paz.

Precisamos apenas olhar para os exemplos dos santos para verificar essa realidade. A paz duradoura neste mundo só será alcançada através da negação do eu e da luta contra as tentações.

Por esse motivo, São Josemaría Escrivá incentivava continuamente seus filhos espirituais a perseverar em sua luta diária e nunca baixar a guarda.

Persevere e você “se levantará”. Lembre-se do que um escritor espiritual disse: sua pobre alma é como um pássaro cujas asas estão cobertas de lama. É necessário o sol do céu e são necessários esforços pessoais, pequenos e constantes, para afastar aquelas inclinações, aquelas fantasias vãs, aquela depressão: aquela lama que se apega às suas asas. E você se verá livre. Se você perseverar, irá “se levantar”.

Os santos devem nos inspirar esperança a esse respeito, lembrando-nos que a paz da alma é possível nesta vida. Nunca foi fácil e muitas vezes eles tiveram que suportar grandes provações para alcançá-la, mas eles possuíam a paz.

Não desanime, mas lute e continue lutando à medida que você avança no caminho para a Vida Eterna, onde a paz não terá fim.



CLIQUE AQUI PARA CURTIR A FRON PAGE DA MANCHETENET




Fonte:Redação Manchete Net/Aleteia