Presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos Foto: Agência Brasil/Marcelo Camargo

O ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, afirmou nesta terça-feira (27) que está tentando convencer o presidente Jair Bolsonaro a se vacinar.

A declaração ocorreu durante reunião do Conselho de Saúde Suplementar (Consu), e Ramos não tinha conhecimento de que estava sendo transmitido ao vivo.

O ministro da Casa Civil demonstrou preocupação com o avanço da Covid-19. Ele disse que pessoas próximas têm sido vítimas do vírus e que teme pela saúde de Bolsonaro.

– Estou envolvido, pessoalmente. Tentando convencer o nosso presidente, independente de todos os posicionamentos. Não podemos perder o presidente para um vírus desse. A vida dele, no momento, corre risco. Ele tem 65 anos – disse Ramos.

Ramos também afirmou que a pandemia é uma “praga”, que está “ceifando vidas”. Ele afirmou que a doença não tem “partido”: “Ataca todos nós”.

Além de Ramos, também estavam na reunião do conselho os ministros da Economia, Paulo Guedes, da Saúde, Marcelo Queiroga, e da Justiça, Anderson Torres, além de representantes da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

*Estadão/Pleno News