A Câmara de Vereadores de Teresina rejeitou, nesta terça-feira (10/09), requerimento de autoria do vereador Zé Nito (MDB), em que solicitava a realização de audiência pública na Casa para debater a situação de comerciantes que se dizem prejudicados com a implantação dos corredores exclusivos do Sistema Inthegra.

No Plenário, foram 15 votos contrários e oito favoráveis.

Durante a discussão, a líder do prefeito Firmino Filho (PSDB), vereadora Graça Amorim (PMB), solicitou que o requerimento fosse retirado temporariamente de pauta. Ela justificou que já vem sendo organizada, pela Superintendência de Desenvolvimento Urbano da Zona Sudeste, uma reunião entre a prefeitura de Teresina e os comerciantes do bairro Dirceu Arcoverde, que foram às ruas na semana passada, em protesto, reclamando da falta de estacionamento na Avenida José Francisco de Almeida Neto.

“Ninguém melhor do que os próprios comerciantes, juntamente com o município e a Strans, encontrar uma saída de estacionamento naquelas ruas paralelas. Essa semana ainda está se tentando fazer essa conciliação. E do contrário, na próxima semana, a gente faz um debate mais amplo”, defendeu.

Contudo, o vereador Zé Nito decidiu manter o pedido em pauta, mas a base do prefeito acabou votando pela rejeição da audiência pública. “Como nós entendemos que existem outros meios [de estacionamento], como as ruas paralelas e laterais, e a prefeitura até já faz essa sinalização. Mas não há intenção deste vereador de polemizar a questão, simplesmente de aprofundar o debate. Deixa-se claro, que foi uma questão política. A líder do prefeito deixa bem claro que soluções haverão de ser tomadas, no sentido que fique bom para todos. A prefeitura, que foi omissa, quer resolver o problema, mas deixando bem claro que não foi a Câmara”, reclamou o vereador.




CLIQUE AQUI PARA CURTIR A FRON PAGE DA MANCHETENET



*180graus