R. Whittaker (esq.) faz encarada tensa com D. Till para o UFC Ilha da Luta 3. Foto: Reprodução/Instagram

Fim de semana de emoção. No evento que encerra a maratona de espetáculos na ‘Ilha da Luta’, o Ultimate promoverá um verdadeiro show para seus fãs.

Neste sábado (25), em Abu Dhabi, a organização presenteará os espectadores 15 confrontos, incluindo um esquadrão brasileiro dividido no card principal e preliminar.

Na luta principal, um confronto que promete pegar fogo. Na caça pelo título dos médios (até 83,9kg.), Robert Whittaker e Darren Till trocarão forças em busca de uma chance de atuarem pelo cinturão da categoria, que hoje pertence a Israel Adesanya.

A penúltima luta da noite apresenta aos entusiastas do MMA um confronto com apelo nostálgico. Maurício Shogun e Rogério Minotouro colocarão fim a uma rivalidade que foi iniciada há mais de 15 anos, ainda nos tempos de PRIDE.

O show também contará com apresentações de Fabrício WerdumMarina RodriguezAlex CowboyFrancisco Massaranduba, Raphael Bebezão e Bethe Pitbull.

Whittaker x Till

Pouco mais de nove meses da derrota para Israel Adesanya, que custou a Whittakker o cinturão dos médios, o australiano retorna ao octógono na intenção de provar que ainda é capaz de recuperar a antiga condição. O atleta terá o desafio de interromper o ímpeto de Darren, que migrou oficialmente para a divisão de cima em novembro do ano passado.

Após derrotar o antigo desafiante ao cinturão interino da categoria, Kelvin Gastelum, Till conseguiu lugar de destaque na divisão e assumiu o dever de enfrentar o ex-campeão em seu retorno.

O confronto promete ser agitado e existe a expectativa de que o confronto não dure os cinco rounds previstos.

Noite de despedidas

UFC Ilha da Luta 3 será marcado por duas despedidas importantes para o público brasileiro no Ultimate. Na 13ª apresentação da noite, os fãs tupiniquins poderão acompanhar a última vez em que o ex-campeão dos pesados (até 120,2kg.), Fabrício Werdum, calça as luvas da organização.

Na última luta de seu contrato, o gaúcho trocará forças contra Alexander Gustafsson, que faz sua estreia na divisão de cima. O sueco será responsável por determinar qual será o tom do adeus de ‘Vai Cavalo’ na empresa.

A luta co-principal também marcará a última apresentação de outro ícone do MMA. No capítulo final da trilogia contra Maurício Shogun, Rogério Minotouro se retira do esporte aos 44 anos colocando fim em uma rivalidade histórica.

Minotouro e Shogun se enfrentaram pela primeira vez há 15 anos, ainda pelo extinto PRIDE. A segunda peleja ocorreu 10 anos depois, já pelo Ultimate. Nas duas oportunidades, o curitibano acabou tendo o braço erguido no fim, no entanto, o baiano insiste que foi prejudicado no último resultado. Agora, os brasileiros serão colocados frente a frente no octógono para o tira-teima final.

Mais brasileiros

Além de Minotouro, Shogun e Werdum, o Brasil contará com mais cinco representantes ao longo do evento. No card preliminar, a primeira atleta tupiniquim a subir no octógono será Bethe Correia.

Ex-desafiante ao cinturão das galos (até 61,2kg.), a paraibana tentará emplacar a segunda vitória consecutiva na organização. Vindo de vitória contra Sijara Eubanks, ‘Pitbull’ quer mais um resultado positivo para voltar a sonhar com uma futura disputa de cinturão.

Depois de Bethe, uma disputa entre os pesados. Raphael Bebezão tem seu terceiro compromisso desde sua estreia no Ultimate. Após ter seu oponente alterado de última hora, o carioca mantém o otimismo e acredita em um triunfo contra o perigoso Tanner Boser.

Encerrando o card preliminar, o xodó brasileiro, Francisco Massaranduba, também estará presente. Buscando confirmar a boa fase e cravar a terceira vitória consecutiva na organização, o peso leve será o responsável por dar as ‘boas-vindas’ a Jai Herbert no UFC.

O evento também marcará o retorno de Alex Cowboy ao octógono três meses após seu último confronto. O lutador de Três Rios (RJ) buscará a segunda vitória consecutiva no embate contra Peter Sobotta, que foi batido por Leon Edwards no seu último compromisso e precisa vencer.

Em uma das lutas mais importantes de sua carreira, Marina Rodriguez terá um duro desafio neste final de semana. Buscando encostar no top 5 das palhas, a gaúcha tem luta confirmada contra a ex-campeã da divisão, Carla Esparza. Invicta no MMA, a brasileira espera manter o cartel vitorioso para seguir sonhando com uma futura disputa de cinturão.

Ficha técnica do UFC Ilha da Luta 2

Data: 25 de julho de 2020

Horário: A partir das 18h (horário de Brasília)

Local: Yas Island, em Abu Dhabi

Como assistirSUPER LUTAS AO VIVO em tempo real e Canal Combate (todo o card) pela TV

CARD PRINCIPAL (21h, horário de Brasília):

Peso médio (até 83.9 kg.): Robert Whittaker x Darren Till

Peso meio-pesado (até 93.1 kg.): Maurício Shogun x Rogério Minotouro

Peso pesado (até 120 kg.): Fabrício Werdum x Alexander Gustafsson

Peso palha: Carla Esparza x Marina Rodriguez

Peso meio-pesado (até 93.1 kg.): Paul Craig x Gadzhimurad Antigulov

Peso meio-médio (até 77.1 kg.): Alex Cowboy x Peter Sobotta

Peso meio-médio (até 77.1 kg.): Khamzat Chimaev x Rhys McKee

CARD PRELIMINAR (18h, horário de Brasília):

Peso leve (até 70.3 kg.): Francisco Massaranduba x Jai Herbert

Peso meio-médio (até 77.1 kg.): Nicolas Dalby x Jesse Ronson

Peso pesado (até 120 kg.): Tom Aspinall x Jake Collier

Peso pena (até 65.7 kg.): Movsar Evloev x Mike Grundy

Peso pesado (até 120 kg.): Raphael Bebezão x Tanner Boser

Peso galo (até 61.2 kg.): Bethe Pitbull x Pannie Kianzad

Peso meio-médio (até 77.1 kg.): Ramazan Emeev x Niklas Stolze

Peso galo (até 61.2 kg.): Nathaniel Wood x John Castañeda

*Com as informações do Super Lutas