Romero Britto

Pedro Bial abriu o Conversa com Bial desta terça-feira (18) de uma forma diferente. O apresentador levou ao ar uma entrevista com Romero Britto, um dos principais artistas plásticos do Brasil.

Como o material foi gravado há três semanas, Bial explicou que não pôde perguntar a Britto sobre o barraco que envolveu o seu nome nos últimos dias. O jornalista começou seu ‘Conversa’ explicando que sua produção voltou a procurar Romero Britto para que ele desse a sua versão sobre o caso.

“Infelizmente Romero Britto não respondeu a nossas perguntas. Eu tinha perguntado se ele estava conseguindo dormir bem no meio dessa crise. Também quis conhecer a versão dele sobre o que aconteceu no restaurante e perguntei por que só três anos depois esse vídeo veio a público”, contou o apresentador.

Apesar do silêncio, Britto enviou um vídeo ao Conversa com Bial onde lamentou que pessoas lutassem contra o sucesso dos outros ao invés de focar no seu próprio sucesso.

“A internet é muitas vezes injusta e as pessoas não estão preocupadas com a verdade. Gostam de confusão, drama, negatividade, de julgar sem analisar os fatos. Vou continuar minha missão de alegrar o mundo, que como nunca precisa de mais amor, felicidade, esperança e otimismo”, disse o artista em nota.

“Se ele tivesse respondido, teria sido legal, pra ele, pra marca dele, que movimenta centenas de milhares de dólares por ano, teria sido legal para tantas pessoas cujos empregos dependem do trabalho dele. Também teria sido bom para todos nós, fãs do Romero, e entre esses fãs tantas crianças que o admiram demais”, concluiu Bial.

RELEMBRE O CASO

Um vídeo de 2017 ganhou a internet na semana passada. O conteúdo mostra uma mulher, que se apresenta como dona de um restaurante, devolvendo uma obra de arte feita por Romero Britto à loja do artista, em Miami.

Irritada, a empresária afirmou que não aceitava a forma como Romero havia tratado alguns dos seus funcionários durante uma refeição do artista no local. Antes de quebrar a peça, ela disse que não aceitava a tratativa com sua equipe e decide quebrar a peça de porcelana na frente de todos.

Conforme relato da mulher no vídeo, tudo indica que ela e Romero Britto possuíam, na ocasião, estabelecimentos próximos um do outro.

“Você foi ao meu restaurante, reservou uma mesa para vinte pessoas para tomar café da manhã ao preço de US$ 8, que é barato, e ainda pediu desconto. Você humilhou meus funcionários, pediu que eles tirassem a música e pediu que não falassem, porque senão o senhor não iria mais”, dizia no vídeo.

*Com as informações do Audiência Carioca