SBT manda telejornal reproduzir material sobre aglomerações provocadas por campeonatos exibidos na Globo (Imagem: Reprodução – SBT – Globo / Montagem – RD1)

Com o aval de Silvio Santos, o SBT partiu para o ataque contra a Globo e fez campanha a favor da realização da Copa América no país. A emissora da família Marinho fez o contrário e, por meio dos seus jornalistas, defendeu a não realização da competição por causa da pandemia.

O SBT Brasil dedicou parte da edição da última quarta-feira (2) para uma reportagem sobre as aglomerações causadas por campeonatos exibidos pela Globo, como se os campeonatos vigentes fosse o passaporte para a realização do evento internacional.

“Na primeira rodada do Campeonato Brasileiro houve 20 viagens, sem falar nas escalas, contando ida e volta para completar todos os dez jogos”, disse o repórter do SBT. “Em média, cada clube leva uma delegação com 50 pessoas, ou seja, o Campeonato Brasileiro movimento 500 passageiros só em um fim de semana”, continuou.

Na prática, a matéria citou o Grêmio e o Red Bull Bragantino. “O Grêmio saiu de Porto Alegre e foi para Fortaleza enfrentar o Ceará. São mais de 3.218km de distância. O Red Bull Bragantino foi de Bragança Paulista, no interior de São Paulo, até o oeste de Santa Catarina, em Chapecó”, revelou.

A emissora ainda expôs imagens de aglomerações de torcidas na porta de aeroportos e ao redor da sede de clubes: “Pela Copa do Brasil, a chegada do São Paulo em Teresina, no Piauí, há dois dias, provocou aglomeração. Recentemente terminaram os campeonatos estaduais e muitos times e torcidas fizeram a festa”.

Sobrou até para o governador João Doria (PSDB), que recusou jogos da Copa América em São Paulo. “O governador João Doria chegou a dizer que aceitaria jogos da Copa América em São Paulo, mas depois voltou atrás alegando problemas com a pandemia, que ele não vê nos outros campeonatos”, cutucou o jornalista.

Confira:

“Com as informações do RD1