Apesar das adversidades causadas na economia por conta da pandemia da Covid-19, a balança comercial do Piauí se manteve positiva em 2021.

É o que mostra o levantamento feito pelo Ministério da Economia. De acordo com o estudo, neste ano, o estado se destacou por se tornar o maior exportador de mel do país, concentrando cerca de 30% de todo o mel que foi exportado pelo Brasil no primeiro semestre.

Os números confirmados pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico mostram que a exportação de mel no primeiro semestre do ano já superou a produção do ano de 2020, totalizando US$ 34,5 milhões, cerca de 7,6% de participação em toda a exportação do Piauí neste ano, ficando atrás apenas da soja.

Diferente do esperado, a cidade destaque neste recorde não foi Picos, já consolidada como uma das maiores exportadoras do produto no estado, mas a primeira capital do Piauí, Oeiras. A Capital da Fé é berço de um dos maiores grupos de mel do país, ocupando o quinto lugar no ranking de maior exportadora do estado. O grupo Sama tem 28 anos de atuação e se tornou a maior exportadora de mel do Brasil em 2021. Além de uma linha produtiva diferenciada, a empresa investe em tecnologias que fazem a produção ser mais rápida e eficiente, desde máquinas a laboratórios localizados na Samel, empresa sede que fica em Oeiras. Também é composto pelas empresas S & A Honey, Buriti Honey e Lamberhoney que contam com a mesma estrutura.

 

 

Com informações 180graus