Foto: divulgação/semec

O concurso para professor do Secretaria Municipal de Educação em Teresina (Semec) segue normalmente a programação do  edital, apesar de uma decisão judicial pedindo a suspesão do certame ter sido divulgada na última semana.

De acordo com a Semec, o rito normal do certame permanece porque até o presente momento “não foi notificada oficialmente sobre a suspensão”. Logo, “mantém o edital”.

O Cidadeverde.com apurou que na sexta (27), a bancada organizadora (Núcleo de Concursos e Promoção de Eventos – Nucepe) divulgou a lista com o resultado da 1ª etapa – prova objetiva.

Também na sexta, o Nucepe publicou o edital de convocação para a 2ª etapa, que consiste na realização da prova didática dos classificados na prova objetiva.

No dia 18 de dezembro, a juíza Carmelita Angélica Lacerda Brito de Oliveira, da Comarca de Teresina, determinou a suspensão do concurso para professor da Semec.

De acordo com a juíza, que acatou um pedido do Ministério Público do Estado, “profissionais não tão qualificados” poderiam ser aprovados, prejudicando o sistema de educação pública.

Até o momento não foi divulgada uma nova decisão judicial sobre a liberação do certame. O Tribunal de Justiça do Piauí está em recesso forense desde o dia 20/12/2019.

Cidadeverde.com tenta contato com a Nucepe para mais esclarecimentos.

Polêmica

Professores de Língua Portuguesa denunciaram que o Núcleo de Concursos e Promoção de Eventos (Nucepe) retirou na íntegra questões de gramáticas e colocou na prova objetiva. Uma candidata, que preferiu não se identificar, relatou ao Cidadeverde.com que algumas questões eram copiadas de livros didáticos da rede  de ensino.

“Fomos página por página e percebemos as cópias das questões, algumas delas, transformando a forma subjetiva da gramática pela forma objetiva da prova, mas fazendo uso dos mesmos textos e dos mesmos questionamentos”, alertou.

Confira: lista de aprovados na 1ª etapa.

Foto: Reprodução/Prova Versão Virtual


Na imagem, prova objetiva contendo a mesma imagem e enunciado da questão encontrada no livro.

 

Fonte:Redação Manchete Net/Cidade Verde