Foto Reprodução

O Comitê de Operações Especiais da Secretaria de Estado da Saúde (COE/Sesapi) decidiu pela retomada das cirurgias e consultas eletivas a partir do dia 09 de setembro, nos estabelecimentos públicos e privados no âmbito do SUS no Piauí.

De início apenas 30% da capacidade de cirurgias será atendida e 50% de consultas e exames. O crescimento será gradativo no decorrer de cada quinzena e de acordo com a diminuição dos casos de Covid-19. As unidades de saúde têm obrigação de cumprir as medidas de prevenção ao coronavírus.

Leia também:

Governo cria grupo para coordenar vacinação contra covid-19

Teresina tem isolamento social de 36% na quarta-feira

O atendimento não será através de livre demanda e necessita de prévio agendamento, sendo respeitada a fila de espera da regulação. “Vamos começar com 50% para consulta e exames e 30% da capacidade de cirurgias podendo ser ampliadas de 15 em 15 dias, para 50%, 75% e 100%. O atendimento segue a fila de espera, com aqueles que já estavam com suas consultas, exames e cirurgias agendas, desde a paralisação”, explica o superintendente de Gestão da Rede de Média e Alta Complexidade da Sesapi, Alderico Tavares.

Nas consultas eletivas os pacientes devem chegar com 15 minutos de antecedência e deixar o local assim que receber o atendimento. “Pedimos à população cautela nesta retomada, evitando levar acompanhantes para as consultas e só utilizando dos mesmos em casos necessários como crianças, idosos, portadores de necessidades especiais e pacientes com baixa capacidade de locomoção”, lembra o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto.

A portaria, assinada pelo secretário Florentino Neto, também determina o não recebimento de visitas durante internações e período de recuperação, restringindo contato às pessoas estritamente necessárias.

*Com as informações da Sesapi