O Fantástico apresentou a nota do Dr. Drauzio Varella, onde ele relata sobre a reportagem onde a detenta Susy comoveu o país por não receber visitas há 8 anos.

Hoje veio a tona que ela está presa por matar e estuprar uma criança.

Veja abaixo a nota:

A detenta trans que comoveu redes estuprou e matou criança de 9 anos!
Documentos divulgados por um grupo de advogados revelam que Susy foi condenada por matar menino de 9 anos em 2010 em São Paulo

A transexual Susy de Oliveira, detenta da Penitenciária José Parada Neto, em Guarulhos, e personagem de reportagem de Drauzio Varella no Fantástico, da TV Globo, foi condenada por estuprar e estrangular uma criança em 2010.

Documentos divulgados por um grupo de advogados revelam que Susy, cujo nome de batismo é Rafael Tadeu de Oliveira dos Santos, cometeu o crime em maio de 2010, no bairro União de Vila Nova, na capital paulista.

De acordo com os autos de um pedido de revisão criminal feito pela defesa à Justiça, após abusar da vítima, um menino de 9 anos, “com a finalidade de assegurar a impunidade pelo crime anterior, o peticionário matou o ofendido mediante meio cruel, consistente em asfixia, e se valendo de recurso que impossibilitou a defesa da vítima, haja vista tratar-se de criança, com mínima capacidade de resistência”.

Em depoimento à Justiça, uma tia afirmou que Susy foi uma criança que “roubava, mentia, não ia para a escola”. E acrescentou: “Até os 12 anos, coisas de criança. Mas depois dos 12, começou a roubar com arma, usava maconha”. Ela mencionou, ainda, que o então sobrinho já tinha sido acusado de abusar de uma criança de 3 anos.

O R7 entrou em contato com Bruna Paz Castro, advogada de Susy, que diz que irá visitar a cliente nesta segunda-feira (9) e só irá se pronunciar sobre o caso após o encontro.

CLIQUE AQUI PARA CURTIR A FRON PAGE DA MANCHETENET


Fonte:Redação Manchete Net/Sorocabanices