Em coletiva no último domingo, após vencer o Ceará, Cuca declarou que estava em uma série de partidas divisoras de água para o Tricolor e pode sair dela com 100% dos pontos


São seis jogos, cinco vitórias e apenas um empate na campanha do São Paulo após a pausa para a Copa América, desempenho que permite ao clube brigar definitivamente pelo título brasileiro, por isso as metas da comissão técnica, dirigentes e jogadores passaram a ser mais otimistas, sem tirar os pés do chão, passo a passo. Ainda assim, para Cuca, alguns jogos são cruciais para as pretensões são-paulinas e o deste domingo encerra uma série decisiva.


TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão clicando aqui

No último domingo, após a difícil vitória por 1 a 0 sobre o Ceará, no Morumbi, o treinador tricolor, em entrevista coletiva, classificou aquela partida e as próximas duas (contra Athletico-PR e Vasco) como marcos na arrancada do time na competição, principalmente pelo nível de dificuldade e pelo momento embolado na tabela. Os dois primeiros duelos foram vencidos.

– Hoje, quem é que ia falar que era um jogo fácil? Sabemos que é um jogo duro. Quem ganhou do Ceará por mais de um gol no campeonato? Mesmo jogando fora de casa, é ajustadinho, marca bem. O Athletico-PR da mesma forma. Vamos atingir o número de jogos na quarta e domingo já tem o Vasco em São Januário. Não tem refresco. Hoje também era um divisor de águas, quarta e domingo também vão ser – afirmou o comandante.

Na última quarta-feira, foi a vez de enfrentar o Athletico-PR, na Arena da Baixada, ambiente bastante complicado aos visitantes. Em jogo isolado por ter sido adiado na 13ª rodada, o São Paulo foi desfalcado para Curitiba, mas conquistou uma grande vitória por 1 a 0, mais do que importante para encostar nos primeiros colocados e ficar a apenas dois pontos do líder Santos.

– Vencer o Athletico aqui é difícil, demora um tempo para se adaptar ao campo e a tudo. Administramos bem no segundo tempo. Foi um time muito cascudo – avaliou Cuca após o triunfo na arena do Furacão.

Seguindo a indicação dada pelo próprio treinador são-paulino, dois dos três jogos “divisores de água” foram vencidos, resultados que talvez tenham sido acima das expectativas, já que um empate, em Curitiba, não seria lamentado. Assim, com 100% de aproveitamento nessas duas últimas partidas, o Tricolor parte para o terceiro duelo em busca da perfeição nessa sequência, o que pode levá-lo para a ponta da tabela, dependendo dos placares dos concorrentes.

– A próxima meta é domingo, às 16h, em São Januário. Não tem vida fácil. Tem o desgaste da viagem de volta, da viagem para o Rio. A gente faz força com o grupo, joga a cada jogo fazendo melhor. A meta (para o Campeonato) a gente trabalha de forma interna. Empatamos com o Palmeiras e vencemos cinco partidas muito difíceis – declarou Cuca depois da partida no Paraná.

O objetivo é conquistar, em média, dois pontos por rodada, algo que está sendo cumprido no momento (30 pontos em 15 jogos) e que se for mantido até a 38ª rodada deve garantir o campeonato a qualquer time que chegar a esse número. O São Paulo encerra essa série “divisora de água” neste domingo, às 16h, diante do Vasco, em São Januário, pela 16ª rodada do Brasileirão-2019.

Com as informações do portal Lance