Suspeito de matar empresário em Teresina é preso em Palmas

Foi preso nesta segunda-feira (26) em Palmas, no Tocantins, o suspeito de matar o empresário Leandro César Gonçalves, na zona Sul de Teresina, em fevereiro de 2017. O teresinense Sanatiel Abreu Rocha, de 24 anos, é conhecido como “Pequeno” e estava foragido desde abril de 2017. De acordo com a Polícia Civil, contra ele existem cinco mandados de prisão, um por latrocínio (roubo seguido de assassinato), um homicídio e os outros por tráfico de drogas e assaltos.

Segundo a polícia, Pequeno é um dos maiores traficantes da Vila Jerusalém, zona Sul. A polícia informou que quando preso – em março de 2017 – após ter matado o empresário, Pequeno trocou tiros com a polícia, foi detido depois de ter sido baleado e um mês depois conseguiu fugir da Penitenciária de Esperantina. Além disso, Sanatiel confessou à polícia seis homicídios.

O coordenador da Força Tarefa da Secretaria de Segurança Pública do Piauí, major Aldivan Nunes contou que Sanatiel foi preso após um extenso serviço de inteligência da Força-tarefa da polícia civil juntamente com a DICAP (Divisão de Capturas) e a força tática e a DENARC (Delegacia Especializada de Narcóticos) do Tocantins.

“Ele já era procurado pela polícia do Piauí, já haviam sido feitas várias diligências e buscas para prendê-lo e a gente nunca tinha logrado êxito. No domingo ele caiu em uma blitz em Palmas e deu o nome falso, só que um dos PMs tirou a foto dele e pôs em um dos nossos grupos. Então um dos nossos policiais o identificou. Ontem passamos o dia todo mandando informações para a polícia de Tocantins, pedimos que fizessem campana e a guarnição que tinha abordado ele no domingo retornou ontem e quando foi por volta de 21h, o pequeno foi adentrar em uma casa que estava residindo há umas duas semanas e a guarnição conseguiu prendê-lo”.

O major disse que a polícia está esperando a liberação para que possa para recambiar o suspeito para a Casa de Custódia no Piauí. Aldivan acredita que até a sexta-feira dessa semana a polícia irá apresentar o suspeito para a justiça do estado.

Homicídio em 2017
O empresário Leandro César de Sousa Gonçalves, 37 anos, foi assassinado por Sanatiel quando estava chegando em casa, no bairro Lourival Parente. “Pequeno chegou para assaltá-lo, o empresário não esboçou nenhuma reação e mesmo assim o Sanatiel atirou nele. O pequeno trocou tiros com um dos policiais civis e só foi preso por uma equipe da Delegacia de homicídios, porque um dos policiais atirou nele. Ele foi preso baleado e um mês depois que ele estava no sistema prisional, houve uma fuga e ele fugiu”, disse Aldivan.

Fonte:cidade verde.