Foto: Roberta Aline/ Cidadeverde.com

O motorista que desobedecer ou tentar furar o bloqueio de ruas no Centro de Teresina, iniciado nesta segunda-feira (13),  poderá pagar até R$ 390,00 em multas, após cometer pelo menos duas infrações de natureza grave.

De acordo com o gerente de fiscalização da Strans, Denis Lima, os condutores flagrados podem ser autuados por “Transpor bloqueio viário e  Desobedecer às ordens de autoridade competente de trânsito”. Cada uma das infrações gera uma multa de R$ 195,23 além de cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação.

“Estão autorizados a ultrapassar os bloqueios apenas os veículos já elencados no artigo 29 do Código de Trânsito Brasileiro [Veículos de emergência] , bem como algumas exceções estabelecidas pelo decreto do prefeito, com veículos que estão conduzindo pessoas com comorbidades ou deficiência, táxis, carros de aplicativo”, explicou.

O isolamento iniciado nesta segunda-feira(13) compreende trechos  das ruas Desembargador Freitas, Paissandu, David Caldas e Avenida Maranhão,  e tem como objetivo restringir o acesso das pessoas ao centro de Teresina.

Durante a manhã, homens da Guarda Municipal de Teresina também acompanharam a ação dos agentes de trânsito. De acordo com o comandante da Guarda, tenente coronel John Feitosa, a movimentação ocorre de maneira tranquila até o momento.

“Até o momento essa atividade está sendo oportuna e necessária. Essa medida vai permanecer enquanto as autoridades compreenderem que ela se faz necessária”, disse.

O bloqueio de ruas do Centro de Teresina começou a valer nesta segunda-feira (13). Com faixas zebradas,  agentes da Superintendência Municipal de Trânsito (Strans) só liberam a circulação de veículos previstas no decreto que abrange o trecho entre as ruas Desembargador Freitas, Paissandu, David Caldas e Avenida Maranhão.

O  diretor de operação e fiscalização da Strans, coronel Jaime Oliveira, enfatiza que a medida tem como objetivo conter o intenso fluxo de pessoas no Centro da cidade durante a pandemia do novo coronavírus. As restrições estão previstas durante toda a semana, de segunda a sábado, no horário de 6h às 18h.

“Houve a necessidade de fechamento de algumas ruas da região central, haja vista, nas duas últimas semanas, a quantidade absurda de pessoas circulando na zona mais densa do comércio, sendo que o comércio não está liberado. Há apenas quatro agências bancárias nesse perímetro e não há motivo que justifique a quantidade de veículos circulando nessa área”, disse o coronel.

Pelo decreto está liberado o fluxo de alguns veículos. (acesse o decreto completo).

“Estão constantes no decreto  como carros urgência, emergência, Corpo de Bombeiros, ambulância, veículos de utilidade pública, veículos de órgãos públicos, entre outros. Os agentes também estão orientados para liberar outros veículos que não estão no decreto, mas têm necessidade de acessar esse perímetro”, explica o coronel Jaime Oliveira.

*Com as informações do Cidade Verde