Senador Eduardo Girão (Podemos-CE). Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

O senador Eduardo Girão afirmou que conseguiu coletar 33 assinaturas para ampliar a CPI da COVID no Senado.

A CPI havia sido determinada pelo ministro do STF, Luís Roberto Barroso, para investigar possíveis omissões do Governo Federal no combate à pandemia.

Girão, no entanto, quer ampliar as investigações para Estados e municípios.

“Nós conseguimos o número suficiente de assinaturas para que a CPI seja ampla, independente e justa para investigar União, governadores e prefeitos”, informou o senador.

O parlamentar criticou o STF. “Com a determinação esdruxúla do STF invadindo a competência do Legislativo, governando o país, isso criou uma comoção nacional, as pessoas se indignaram e os senadores também. e ao invés de assinar a cpi de pessoas que pensam apenas na questão política e eleitoreira para 2022, porque se você foca apenas em um ente federado, você está focando em desgastar a imagem de apenas uma parte, que mandou centenas de bilhões de reais para estados e municípios”, disse.

A expectativa do Girão é superar 33 assinaturas pelo menos, porque aí segundo ele supera o número do outro pedido que visa investigar apenas a União. “Espero que a Verdade venha à tona, quem ta devendo vai ter que se justificar e quem errou vai ter que ser punido”, disse.

“Com as informações do focus.jor.br