Um homem foi morto a tiros durante uma discussão em Praia Grande, no litoral de São Paulo. A vítima foi identificada como Elton Gomes da Silva, de 36 anos.


O principal suspeito de ter cometido o crime foi identificado como Edson Claro de Almeida, de 52 anos, que está foragido da Justiça. Conforme relatos da polícia, o representante comercial matou o genro após ele agredir sua filha e lhe ameaçar de morte.

A filha do acusado, de 28 anos, em depoimento para a polícia relatou que ela e a vítima estavam separados cerca de dois anos, mas a vítima nunca aceitou o fim do relacionamento. No dia do assassinato, a jovem relatou que quando chegou perto de sua residência localizada no bairro Sítio do Campo, avistou a vítima olhando o movimento da rua.

Porém, assim que ela foi entrar em sua residência foi surpreendida pelo ex com uma faca e a ameaçando de morte. A jovem afirmou que acalmou Elton e disse que ia tomar um banho e logo voltava para conversar com ele.
No banheiro, a mulher mandou uma mensagem de texto pelo WhatsApp para seu pai pedindo socorro e relatando que tinha sido ameaçada de morte por Elton.

Segundo a mulher, quando ela saiu do banheiro ela foi agredia com socos por Elton que estava muito revoltado com a situação. Pouco tempo depois, o pai da jovem chegou ao local e foi agredido pelo gero e ameaçado de morte.

Por sua vez, o pai da garota sacou uma arma e efetuou dois disparos contra o genro que caiu no chão. Logo em seguida, Edson fugiu do local de carro tomando rumo ignorado.
O socorro foi acionado e Elton foi levado às presas para um hospital na localidade. Porém, devido às gravidades dos ferimentos ele acabou morrendo assim que deu entrada na unidade médica.

A perícia esteve na cena do crime e recolheu o celular da filha do acusado e um projétil de arma de fogo. Até o fechamento desta edição, o suspeito de ter cometido o crime ainda não foi localizado. O crime está sendo investigado pela polícia de Praia Grande.


Fonte:1 News