Representantes da Prefeitura de Teresina, Governo do Piauí e movimentos sociais estiveram reunidos nesta segunda-feira (01) para discutir a transferência dos venezuelanos que estão abrigados no KM7, Pastoral de Rua e na sede do Movimento pela Paz na Periferia (MP3).

Os migrantes irão para um novo abrigo que fica no prédio do Centro Social Urbano do bairro Buenos Aires, na zona Norte de Teresina. A mudança vai acontecer na próxima quinta-feira (04), às 8h.

De acordo com o secretário da Semcaspi, vereador Samuel Silveira, o prédio foi cedido pelo governo do estado e será equipado pelo poder público municipal e pelas organizações sociais com aparelhos domésticos como fogões, geladeira e ventiladores e materiais de higiene e limpeza.. Além disso, os migrantes também receberão alimentação.

“Estamos dando o devido tratamento humanitário e institucional aos venezuelanos. A partir desta quinta feira todos os venezuelanos que estão abrigados em Teresina serão transferidos para esse novo abrigo que ficará sob nossa coordenação. Lá, eles irão receber toda a assistência necessária”, explica o secretário.

Segundo a chefe de Divisão de Média Complexidade da Semcaspi, Layla Paiva, 115 venezuelanos serão transferidos para o novo espaço. Ela explica que mudança deve melhorar o atendimento na área da saúde e assistência aos migrantes.

“O processo de mudança facilitará o fornecimento do serviço básico. Dessa forma, nossas equipes ficarão responsáveis por oferecer toda assistência no CSU do Buenos Aires e no Clube Piratinga no bairro Poty Velho”, informou.

O encontro foi realizado na sede da Semcaspi e contou com representantes da Secretaria Estadual de Assistência Social (SASC), Caritas Arquidiocesana, Pastoral do Imigrante e da Pastoral de Rua.

Fonte: Ascom