A defesa do jovem identificado como Tiago, que pilotava o jet ski que virou na Lagoa do Portinho, deixando uma jovem morta por afogamento, diz que o ‘vento forte’ teria causado a tragédia, segundo informações da TV Cidade Verde. Vale lembrar que o passeio pela lagoa aconteceu no período noturno e não respeitava as regras de segurança, como uso de coletes.

O caso aconteceu no dia 15 de setembro no ponto turístico localizado em Parnaíba, litoral do Piauí, e o jet ski era ocupado também por outra jovem, que foi socorrida pro banhistas.

Tiago fugiu do local após Maria Luiza, de 21 anos, se afogar, mas a defesa diz que ele prestou toda a assistência à família. A jovem não usava colete na hora que o jet ski virou.

A defesa de Tiago diz que ele possui habilitação para pilotar a moto aquática e esta semana vai prestar depoimento sobre o caso. A Capitania dos Postos também atua na no caso.

Fonte: 180 Graus