Foto: Reprodução Pessoal

O caso aconteceu no dia 23 de novembro, em Guarujá, litoral de São Paulo. Manuela Reinert Gonzaçes, teve 40% do corpo queimado depois que um botijão de gás explodiu.

Manuela ainda está internada em um hospital particular de Santos. O pai da jovem, que é médico, disse que a filha se recupera bem dos ferimentos, mas emocionalmente está muito abala com o ocorrido.

Em nota, o hospital informou que a jovem foi transferida da UTI para o quarto, onde recebe todo o suporte clínico.

A jovem é de Brasília, porém mora sozinha há poucos meses na cidade, onde cursa medicina em uma universidade local. De acordo com informações preliminares, ela chegava em casa quando notou um forte odor de gás. Ela contou a vizinhos que sentiu cheiro de gás, abriu a porta, acendeu a luz e, quando se aproximou do botijão, ocorreu a explosão.

Câmeras de segurança de uma casa vizinha captaram o momento da explosão. Confira:



CLIQUE AQUI PARA CURTIR A FRON PAGE DA MANCHETENET




Fonte:Redação Manchete Net/Na Amazonas é Assim